Em alta: turismo doméstico em Mato Grosso do Sul é beneficiado com a alta do dólar

Compartilhe:

Campo Grande (MS) – A disparada do dólar nos últimos meses fez com que muitos turistas deixassem para depois a programação de viagens ao exterior. Com isso, muitas cidades turísticas de Mato Grosso do Sul tiveram um movimento intenso durante o feriado de 7 de setembro.

Um exemplo disso é a cidade de Bonito, que teve 90% de ocupação da rede hoteleira, conforme informação da secretária de turismo do município, Juliane Salvadori. “O feriado de 7 de setembro foi muito positivo e contabilizamos cerca de 5 mil pessoas a mais na cidade. Isso gera renda e desenvolvimento. Acreditamos que isso se deve ao investimento que fazemos em divulgação, em parceria com a Fundtur e o Ministério, e também em virtude da preferência do turista pelos destinos nacionais com essa alta do dólar”, conclui a secretária.

A região de Aquidauana também esteve movimentada no feriado por conta da 2ª etapa da Copa Brasil de Canoagem Descida, disputado no distrito de Piraputanga. Cerca de 80 atletas de todo o país e visitantes de várias cidades do estado estiveram presentes no evento.

Sidrolândia também recebeu muitos visitantes durante a sua 17ª Exposição Agropecuária, que começou dia 1º de setembro e encerrou no último domingo (06). Cerca de 30 mil pessoas prestigiaram o evento e puderam conferir atrações como shows regionais e os nacionais, com as duplas Munhoz e Mariano e Zezé di Camargo e Luciano.

Já em Ponta Porã, cidade de fronteira conhecida pelo turismo de compras, nem a alta do dólar fez o turista deixar de ir às compras. Com a ação conhecida como “Black Friday”, que oferecia até 50% de desconto nas lojas de importados, muitos turistas compareceram à cidade para aproveitar as promoções de produtos vendidos em dólar.

Segundo o boletim mensal de intenção de viagem do mês de agosto do Ministério do Turismo, divulgado nesta terça-feira (8), o desejo de experimentar destinos nacionais é o mais alto dos últimos cinco anos, tendo atingido o percentual de 78%. O estudo mede a intenção do brasileiro de viajar pelo país nos próximos seis meses.

Debora Bordin – Fundtur

Fonte: Notícias MS


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *