Rádio e TV Educativa de MS

Home Posts Tagged "Bonito"

Bonito

Aeroporto de Bonito, uma das portas de entrada ao Estado de turistas e viajantes; MS ganha novos voos e mais frequências para grandes centros graças à atuação da Fundtur-MS. (Foto: Edemir Rodrigues/Subcom/Arquivo)

Aeroporto de Bonito, uma das portas de entrada ao Estado de turistas e viajantes; MS ganha novos voos e mais frequências para grandes centros graças à atuação da Fundtur-MS. (Foto: Edemir Rodrigues/Subcom/Arquivo)

Após meses de negociação, Mato Grosso do Sul ganha novos voos regulares e extras, além de maior frequência de conexão para os principais destinos do país. Bonito, Campo Grande e Corumbá terão conectividade com cidades como Foz do Iguaçu (PR), Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre (RS). A capital sul-mato-grossense também ganha mais horários de voos para São Paulo e Rio de Janeiro. Esta ação faz parte do programa de Captação de Voos instituído pela Fundtur-MS (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), que prevê um trabalho constante para ampliar o acesso aos principais destinos do Estado.

O governador Reinaldo Azambuja explica que o aumento de voos é resultado de negociação com as empresas e da política de incentivo fiscal estadual, que reduziu a alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do querosene como contrapartida para as companhias áreas aumentarem o número de operações no Estado. “Com essa redução de ICMS, ninguém é mais competitivo que a gente. Mato Grosso do Sul tem o menor índice do Brasil”, garante.

Ele ainda destaca que as ações do Governo têm o objetivo de alavancar o setor econômico. “Não estamos olhando para arrecadação. Eu prefiro muito mais ter um voo que vai aumentar o turismo e vai acabar movimentando a economia como um todo do que contar com uma certa quantia de ICMS”, justifica.

Para o diretor-presidente da Fundtur, Bruno Wendling, a captação de novos voos é uma das principais estratégias para o fomento do turismo. “O acesso a um destino, tanto aéreo quanto terrestre, é um dos pontos primordiais para o desenvolvimento do turismo. Por esse motivo, essa articulação para a captação e o aumento da frequência dos voos que já existiam começou fortemente no início do ano de 2018. O Governo do Estado, por meio da Fundtur e parceiros estiveram com duas das principais companhias aéreas brasileiras e algumas internacionais para negociar essa conquista”, ressalta Wendling.

Novos voos

Um dos destaques dos novos voos é Campo Grande – Foz do Iguaçu, que deixa mais perto dois dos maiores destinos de ecoturismo do mundo a partir de 20 de dezembro deste ano. Segundo o diretor-presidente, ligar Bonito a Foz era uma reivindicação antiga dos empresários do setor no Estado.

Destaque também para os voos diretos Campo Grande – Belo Horizonte, que entram em operação em 4 de fevereiro de 2019, Campo Grande – Porto Alegre, em operação a partir de 22 deste mês e Campo Grande – Rio de Janeiro a partir do dia 21 de dezembro, este último através do Aeroporto Internacional do Galeão, que é um dos principais portões de entrada internacional do Brasil.

Débora Bordin, da Fundtur-MS, e Paula Vitorino, da Subsecretaria de Comunicação

O feriado da semana da pátria em Bonito será embalado pela 5ª edição do Bonito Blues & Jazz Festival. O festival que é apresentado pelo jornalista e músico sul-mato-grossense Clayton Sales desde sua primeira edição acontece entre os dias 6 e 8 de setembro no Centro de Múltiplo Uso (CMU) em Bonito.

As bandas confirmadas reafirmam a tradição e o sucesso do evento que contará com a mais renomada banda de Blues brasileira: a Blues Etílicos. Na estrada há mais de 30 anos, a banda se tornou uma lenda do blues nacional. No festival a Blues Etílicos apresentará o novo baterista, Beto Werther, além da formação tradicional com os músicos Greg Wilson na guitarra e voz, Flávio Guimarães na gaita, Otávio Rocha na guitarra e Cláudio Bedran no baixo.

Outra atração de destaque é o show Explosion Blues reúne a dupla Jefferson Gonçalves na gaita e Gustavo Andrade na guitarra, cada um considerado grande expoente do blues em seu instrumento. A jazz singer maranhense radicada em Curitiba, Lucille Berce, executará standards do jazz com competência e muita emoção acompanhada por baixo acústico, piano e bateria.

A integração cultural com os países vizinhos segue a todo vapor com a participação de músicos do Paraguai como o gaitista e saxofonista Dominique Bernal, residente em Corrientes na Argentina, acompanhado de sua banda Vérsion Palma Loma Blues e do grande compositor, produtor musical e instrumentista, Willy Suchar, ícone da moderna música paraguaia. Dominique Bernal apresentará dois shows: no primeiro Dominique performará o blues ternário em composições em espanhol e guarani, os idiomas oficiais do Paraguai e no segundo ele virá acompanhado de sua banda, a Vérsion Palma Loma Blues, com a participação especial do renomado músico paraguaio, Willy Suchar, que mostrará seu trabalho respeitado por muitos no cenário musical latino-americano.

Confirmando a pegada regional do festival, de Bonito vem a banda Tubarões do Rio Formoso, grupo formado por músicos bonitenses que assimilaram o blues no seu trabalho disseminando na cidade essa variante musical. Clayton Sales, apresentador do programa Blues & Derivados há 15 anos na Educativa FM 104,7, vem com seu trabalho solo na guitarra e gaita, mostrando um pouco da história do blues através de canções emblemáticas do estilo.

O festival ainda conta com a presença do guitarrista douradense Simão Gandhy, considerado um dos maiores representantes do instrumento no MS, dessa vez se apresentando em trio acompanhado pelo baterista, Leo Treuherz e no baixo, Eduardo Santana. Simão faz uma fusão de clássicos da música brasileira com o rock’n roll e o jazz, vanguarda de primeira linha.

 

Serviço:

Bonito Blues & Jazz Festival
Data: 6, 7 e 8 de setembro
Horário: a partir das 21:00h
Ingressos: R$ 40,00
Venda ingressos:
Campo Grande: Stand Pedro Silva, 2º piso Shopping Campo Grande
Bonito: Subway, rua Cel. Pilad Rebuá, 1956
Local: CMU-Centro de Múltiplo Uso – Bonito-MS
Informações: www.bonitobluesjazzfes.wixsite.com/site / 67 99986 3373

O 55º Congresso Brasileiro de Olericultura acontece entre 6 e 10 de agosto em Bonito. (Foto: Neia Macena/Divulgação)

O 55º Congresso Brasileiro de Olericultura acontece entre 6 e 10 de agosto em Bonito. (Foto: Neia Macena/Divulgação)

Agricultores, técnicos, pesquisadores, produtores rurais, entre outras pessoas interessadas no agronegócio são o público alvo do 55º Congresso Brasileiro de Olericultura e do Encontro Latino-Americano de Horticultura. O evento começa nesta segunda-feira (6), e vai até sexta (10), em Bonito (MS).

Quem falou sobre o tema na entrevista de estúdio do programa Bom Dia Campo Grande, da 104.7 FM Educativa, foi o diretor-presidente da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), André Nogueira.

“A finalidade do evento é debater a produção sustentável, a qualidade de vida, estimular o consumo e a troca de experiências entre representantes do setor do agronegócio. Até agora temos perto de 800 pessoas inscritas no Congresso”, afirmou.

O gestor da Agraer ressaltou a importância da produção agroecológica no país. “A horticultura é uma produção familiar, feita em menor escala, mas é um cultivo orgânico, livre de agrotóxicos. Representa um nicho de mercado, levando-se em conta que 80% das hortaliças consumidas no Brasil provêm da agricultura familiar”, argumentou.

Serviço – O Congresso Brasileiro de Olericultura e Encontro Latino-Americano de Horticultura, com o tema “Produção Sustentável, Qualidade de Vida e Estímulo ao Consumo”, acontece de 6 a 10 de agosto no Centro de Convenções de Bontio. Os objetivos envolvem criar um espaço para debates sobre a produção de vegetais (verduras, legumes, frutas, etc.) com consciência ecológica para garantir a preservação ambiental, a segurança alimentar dos consumidores e a geração de renda dos produtores rurais.

Durante o encontro serão abordadas diferentes linhas temáticas, tais como hortaliças orgânicas, plantas medicinais, cultivo protegido (estufas), produção de hortaliças no cerrado, demandas e tendências do mercado consumidor no Brasil, sustentabilidade na olericultura, riqueza e potencial de usos de olerícolas nativas na Mata Atlântica, desafio e oportunidades na olericultura para a agricultura familiar, cultura da batata-doce, alho, tomate e cebola, compras públicas da agricultura familiar, uso eficiente da água na olericultura e manejo agroecológico do solo.

Estarão presentes participantes da Colômbia (floricultura), Peru (produção de batata), Chile (fruticultura) e Paraguai (produção agroecológica).

Sintonize – Com produção de Rose Rodrigues e Alisson Ishy, e apresentação de Diana Gaúna, Anderson Barão e Bosco Martins, o Bom Dia Campo Grande vai ao ar de segunda à sexta-feira, das 7h às 8h, na 104.7 FM Educativa ou no Portal da Educativa (na aba Ouça a Rádio).

O ouvinte pode participar pelo WhatsApp (67) 99333-1047 ou pelo email bomdiacampogrande2018@gmail.com.

 

Participantes debatem espaço da mulher na literatura. (foto: Daniel Rockenbach)

A literatura produzida por mulheres em Mato Grosso do Sul e no mundo foi tema de discussão em roda de conversa na sexta-feira (27) na Casa da Memória Raída durante o 19º Festival de Inverno de Bonito.

Mediada pela jornalista Evelise Couto, responsável pelo grupo de leitura Leia Mulheres em Campo Grande, a mesa foi composta pelas escritoras Tânia Souza, Gleiciele Nonato, Janete Zimmermann e a contadora de histórias Tatiana de Conto Sangalli. Além de contarem sobre suas experiências com o mercado editorial, elas discutiram as dificuldades de se posicionarem enquanto produtoras de literatura. “Para se ter uma ideia, entre 1965 e 2014 no Brasil, 70% dos autores publicados são homens e, em 2014, uma antologia com 101 autores ditos os mais significativos do mundo todo foi publicada, e apenas 14 eram mulheres”, observa Evelise Couto.

Janete acrescentou ponderando as muitas dificuldades que as mulheres têm para produzir, visto que ainda tem que se sustentar e cuidar de inúmeras outras responsabilidades seja com família ou estudo, “Como não bastasse a dificuldade que é se manter como autoras, ainda temos uma série de responsabilidades em nossas vidas que nos tomam tempo que seria precioso pra poder produzir.”

Grande público compareceu ao evento. (foto: Daniel Rockenbach)

A escritora Tânia Souza circula por vários gêneros literários, dentre eles literatura fantástica, sobre a qual pontua: “É um meio tomado por homens. Uma situação recente que enfrentei foi em uma coletânea que participei, dos 10 autores convidados, só eu era mulher. Existe muito preconceito entre as editoras e mesmo entre os leitores”. Nascida em Coxim, a autora Gleiciele Nonato faz uso da temática folclórica em sua produção. Indígena, ela conta que um dos focos de sua produção é manter viva a cultura Guató, da qual ela faz parte, “Eu uso as vivências da família, as histórias da minha bisavó mesmo, são muito presentes na minha escrita”. Gleiciele emocionou a plateia ao recitar sua poesia Índia do Rio.

A contadora que tem conto até no nome, Tatiana de Conto, adaptou a tradicional narrativa russa Vasalisa, com a interpretação de Clarissa Pinkola Estés, em sua apresentação, tendo a sensibilidade de trazer um desfecho em que empodera a personagem, transmitindo a ideia de que mulheres tem que apoiar umas às outras. Ela ressalta ainda, “Contar histórias não é apenas pra crianças. Todos precisamos de histórias, inclusive adultos como nós.”

O debate lotou o espaço e se prolongou após a apresentação, indicando um assunto que merece destaque. A pauta feminina continua hoje (28) às 14h, no mesmo local, com o tema Mulheres na História da Arte.

 

Gleiciane Nonato declama seu poema “Índia do rio”.

Para acompanhar as apresentações do Festival de Inverno de Bonito, sintonize a TVE Cultura ou acompanhe novidades pelo Portal da Educativa, no site e no Facebook.

foto: divulgação

A cidade de Bonito recebe os turistas e a população no 19º Festival de Inverno tendo entre as atrações mais visadas a culinária regional, com a Mostra Gastronômica do evento. Ela acontece durante o Festival e conta com 20 pratos de 20 restaurantes locais que misturam ingredientes regionais com a sofisticação da culinária contemporânea, valorizando a gastronomia local e sua relevância para o turismo, cultura e economia.

“O festival também traz a gastronomia como um elemento cultural, de identidade própria e se torna um atrativo para os turistas. Teremos 20 restaurantes participantes com todos os conceitos da comida regional, ingredientes da terra com chefs locais preparando pratos diversos”, diz Juliano Wertheimer, presidente da Abrasel MS (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Mato Grosso do Sul)

Confira os participantes:

Aipim – Cozinha de Raízes

Pintado bem acompanhado (pintado grelhado no azeite e maçaricado, finalizado com crocante de castanha de bocaiuva. Acompanha purê de cabotiã , maçã, leite de coco e toque de gengibre).

Valor: R$ 68,00 (serve uma pessoa)

Horário: todos os dias das 17h30 às 22h30

Rua Monte Castelo, 804, Centro. Fone: (67) 3255-1871

Allegra Gelato e Café

Nhoque de Mandioquinha com Ragu de costela ao vinho (nhoque caseiro de mandioquinha com um delicioso ragu de costela ao vinho tinto, do chef João Canto).

Valor: R$ 23,00 (serve uma pessoa)

Horário: todos os dias das 15h às 22h

Rua Cel. Pilad Rebuá, 2.070, Centro. Fone: (67) 3255-1750

Aquário Restaurante

Piraputanga Safadinha (piraputanga frita inteira sem espinhas).

Valor: R$ 75,00 (serve três pessoas)

Horário: todos os dias das 11h às 23h

Rua Cel. Pilad Rebuá, 1.883, Centro. Fone: (67) 3255-1893

Cantinho da Vovó

Baião pantaneiro (arroz agregado com jacaré, pintado, tilápia, canjica amarela, tomate, páprica picante e cheiro Verde. Acompanha: mandioca esticada na manteiga, salada verde e creme de alho com maracujá).

Valor: R$ 74,00 (serve duas pessoas)

Horário: todos os dias das 11h às 15h30 e das 18h às 22h.

Rua Senador Felinto Muller, 570, Centro. Fone: (67) 3255-2723

Casa do João

Ceviche de Jacaré (um prato inusitado, elaborado exclusivamente para Casa do João. É uma explosão de sabores, com um toque de maracujá, muito amor com a carne exótica do Jacaré, a qual representa a culinária da nossa cidade)

Valor: R$ 49,90 (serve duas pessoas)

Horário: ter. a dom. das 11h30 às 15h30 e das 18h às 23h30

Rua Nelson Felício dos Santos, 664, Centro. Fone: (67) 3255-1212

Casarão

Paella Pantaneira (arroz cremoso com jacaré, pacu, pintado, pimentão, tomate e cebola).

Valor: R$ 39,90 (serve uma pessoa)

Horário: todos os dias das 11h às 23h

Rua Cel. Pilad Rebuá, 1.835, Centro. Fone: (67) 3255-1970

Encontro das Águas

Risotto de Carne de Sol (risotto com carne de sol desfiada, acompanhado de purê de abóbora cabotiã, guarnecido com crocante de mandioca e bacon).

Valor: R$ 38,00 (serve uma pessoa)

Horário: todos os dias das 13h às 21h

Rua 29 de Maio, 1.679, Vila América. Fone: (67) 3255-2330

Espaço Jack

Canelone de Jacaré com Espinafre (canelone de massa fresca, recheado com creme de espinafre e jacaré marinado no leite de salsão, cebola e ervas. Acompanha veloutê de vinho branco com especiaria de guavira).

Valor: 38,00 (serve uma pessoa)

Horário: segunda a sábado das 11h às 14h30

Rua Cel. Nelson Felício dos Santos, 865, Fone: (67) 3255-1965

Espeto Bonito

Trio Pantaneiro (um espeto de jacaré 140 gramas, um espeto de pintado 140 gramas e um espeto de frango 140 gramas; acompanha mini caesar salad, maionese de manjericão e vinagrete).

Valor: R$ 65,00 (serve duas pessoas)

Horário: todos os dias a partir das das 18h.

Rua Cel. Pilad Rebuá, 1.994, Centro. Fone: (67 99832-4686

Estância Mimosa Ecoturismo

Canjica com Costela (costela bovina preparada no fogo à lenha com milho de canjica, incluso no buffet)

Valor: R$ 55,00 (serve uma pessoa)

Horário: todos os dias das 7h às 18h

Rodovia MS 178 Km 18, zona Rural s/n. Fone: (67) 3255-2109

Juanita

Pacu na Brasa sem espinhos (banda de pacu sem espinhos, assado na churrasqueira à lenha, guarnecido de batata souté, brócolis e alcaparras. Acompanha arroz branco, pirão de peixe e farofa de banana da terra).

Valor: R$ 88,79 (serve duas pessoas)

Horário: Todos os dias das 11h30 às 14h30 e das 18h às 22h30

Rua Nossa Senhora da Penha, 854, Centro. Fone: (67) 3255-1924

Marco Velho

Pintado ao molho laranja (filé de pintado grelhado ao molho de laranja acompanha arroz e legumes).

Valor: R$ 70,00 (serve duas pessoas)

Horário: Seg. a sáb. das 11h às 14h e das 18h30 às 22h

Rua Luís da Costa Leite, 2.184, Centro. Fone: (67) 3255-3152

Marruá

Pintado ao Molho de Urucum (pintado ao molho de urucum acompanhado de farofa apimentada com banana da terra).

Valor: R$ 65,00 (serve duas pessoas)

Horário: todos os dias das 19h30 às 21h

Rua Joana Sorta, 1.173, Vila Donária. Fone: (67) 3255-6262

Pantanal Grill

Filé Mignon ao “Poivre” Rosa (filé mignon grelhado ao molho de pimenta rosa com risoto “arroz e feijão”).

Valor: R$ 44,00 (serve uma pessoa)

Horário: Todos os dias das 11h às 23h

Rua Cel. Pilad Rebuá, 1.808, Centro. Fone: (67) 3255-2231

Pastel Bonito

Pastel de Jacaré Thai (pastel de carne de jacaré ao molho curry).

Valor: R$ 22,00 (serve uma pessoa)

Horário: Todos os dias a partir das 15h

Rua Cel. Pilad Rebuá, 1.975, sala 05, Centro. Fone: (67) 3255-2848

Recanto Ecológico Rio da Prata

Moqueca de Banana Terra (moqueca de banana da terra servida na moranga).

Incluso no Valor do passeio. Serve uma pessoa

Horário: todos os dias das 7h às 18h

BR 267 – km 512, Zona Rural, Jardim. Fone: (67) 3255.2108

Subway Bonito

Salada de rosbife ao molho pesto de rúcula (com opção de sanduíche; salada de folhas verdes e cebola roxa com rosbife e bacon, à base de molho ranch, rúcula e azeite).

Valor: R$ 23,50 (serve uma pessoa)

Horário: Seg. a sáb das 10h30 às 23h30; dom. das 12h às 22h30.

Rua Cel. Pilad Rebuá, 1.956, Centro. Fone: (67) 3255-2317

Taboa

Jacaré à Moda Taboa (filé de jacaré e abacaxi grelhado, ao molho de gengibre com creme de leite, acompanha arroz branco).

Valor: R$ 110,00 (serve duas pessoas)

Horário: Todos os dias das 17h30 à 0h

Rua Cel. Pilad Rebuá, 1.834, Centro. Fone: (67) 3255-2556

Restaurante Wetiga

Pintado no molho de moqueca (filé de pintado grelhado sobre banana da terra tostada, molho de moqueca e farofa de cumbaru. Acompanha arroz branco).

Valor R$ 55,00 (serve uma pessoa)

Horário de funcionamento: todos os dias das 11h às 23h

Rua Cel. Pilad Rebuá, 679, Centro. Fone: (67) 3255-5100

Zapi Zen

Pizza Calabresa ao Creme (molho de tomate, muçarela, calabresa, requeijão, tomate especial, pimenta calabresa e orégano).

Valor: R$ 55,00 (serve duas pessoas)

Horário: todos os dias das 18h às 23h

Rua Senador Filinto Muller, 573, Centro. Fone: (67) 3255-2455

Para acompanhar as apresentações do Festival de Inverno de Bonito, sintonize a TVE Cultura ou acompanhe novidades pelo Portal da Educativa, no site e no Facebook.

Foto: Divulgação

Uma das atrações mais movimentadas do 19º Festival de Inverno de Bonito é a Cozinha Show, parte da Mostra Gastronômica. A atração é um trabalho em parceria com o Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) e apoio da Prefeitura de Bonito.

Durante o Festival, quem estiver na cidade poderá assistir às oficinas apresentadas na Praça do Peixe, com interação do público totalmente gratuita com receitas de chefs do Estado.

Confira a programação:

SEXTA-FEIRA – 27 DE JULHO

  • 16h – Lombo suíno ao molho de tangerina (chef Beto Morais)
  • 17h – Carne soleada grelhada, purê de abóbora cabotiá com mel de jataí, farofa de biju com pimenta cambuci e espuma de coalhada (chef Lucas Mesquita, do Senac)
  • 18h – Sopa de Pintado com Crispy de Banana da terra e Brotos (chef Roberto Escudeiro, do Senac)

SÁBADO – 28 DE JULHO

  • 16h – Brandade de Pintado Gravlax, chips de banana da terra e maionese de alho negro (chef Lucas Mesquita, do Senac)
  • 17h – Sabores da terra – Espaguete de banana verde com carne de sol (Dede Cesco)
  • 18h – Ossobuco de Jacaré com Creme de Mandioca (chef Roberto Escudeiro, Senac).

Para acompanhar as apresentações do Festival de Inverno de Bonito, sintonize a TVE Cultura ou acompanhe novidades pelo Portal da Educativa, no site e no Facebook.

O quadrinista Fabio Q e seu estande. (foto: Daniel Rockenbach)

Uma das muitas atrações do 19º Festival de Inverno de Bonito é o Espaço Economia Criativa, no qual vários expositores colocam seus trabalhos para venda ao público. De artesanato à gastronomia, passando pela literatura e os quadrinhos, o espaço acaba por trazer uma diversidade maior ao evento.

Um dos expositores é o quadrinista Fabio Q. Paulistano residente em Campo Grande, ele levou artes, originais, posteres e seus quadrinhos “Onírica”, “Janela da Alma” e “A Arca” a Bonito, e ainda dá uma palhinha fazendo desenhos ao vivo para os presentes. Fabio, que já participou de inúmeras feiras em São Paulo, afirma que “o espaço (no Festival de Inverno) tá bacana. Já participei de outras feiras, a interação com o público sempre vale a pena: ser visto, a pessoa poder ver teu trabalho, pegar o quadrinho, folhear, experimentar”.

O estande da Parmelitas. (foto: Daniel Rockenbach)

No campo da literatura, o Coletivo Arrebol está representado pelo escritor e jornalista Luciano Serafim, com livros seus e de outros membros do coletivo além de moleskines para aqueles que procuram ter um caderno diferenciado para suas anotações, alguns feitos com papel reciclado. “É muito proveitoso para o coletivo poder participar desses festivais pois é ali que temos nossa chance de sermos descobertos pelo público”, afirmou.

Outra expositora é Ana Paula Palmeira, do Parmelitas, com artigos de decoração para casa como pratos para pendurar na parede, canecas e colheres de madeiras, todas com estilo próprio. Ana conta que começou fazendo vasos com suculentas e cactus para si, “e a galera foi curtindo a ponto de eu começar a vender pros amigos. Com o tempo, o leque expandiu e eu passei a estudar artesanato e fazer outras coisas, até mesmo reutilizando materiais como tampas e garrafas”.

Serviço: O Espaço Economia Criativa fica aberto hoje (sexta, 27) e amanhã (sábaod, 28) das 14h às 22h e conta com mais de 20 expositores de artesanato, vestuário, literatura e gastronomia.

Para acompanhar as apresentações do Festival de Inverno de Bonito, sintonize a TVE Cultura ou acompanhe novidades pelo Portal da Educativa, no site e no Facebook.

 

Um evento cultural e inclusivo que envolve centenas de pessoas em Bonito. O 19º Festival de Inverno, que acontece entre os dias 26 e 29 de julho, terá atrações gratuitas e participação mais do que especial de artistas e entidades como a Associação Pestalozzi que, como os demais bonitenses, convidam você para participar do evento.

Sueli Moreira Silveira, presidente da instituição na cidade, destaca a volta, “de forma ainda mais forte”, da Pestalozzi no Festival deste ano, depois da participação em 2017. “Sempre houve a participação dos alunos por meio das visitas monitoradas, onde o pessoal da Secretaria de Cultura os levavam para visitar os estandes e participar das oficinas, mas quando, no passado, nos convidaram para participar diretamente, fazendo parte do evento, foi uma grande alegria e nesse ano será ainda mais especial, porque além dos alunos homenagearem o grande Milton Nascimento coma a apresentação da música ‘Coração de Estudante’, nós teremos um espaço de exposição a nossa sede será usada para a oficina de contação de histórias e cessão da cozinha para atividades gastronômicas”.

Foto: Arquivo Pessoal/Pestalozzi Bonito

Chance de abordar o “eu maior” dentro de cada uma dessas pessoas tão especiais e de exercitar a sensibilidade e a oportunidade de fazer diferente. Para a diretora a participação no Festival será como uma troca, onde quem os participantes e visitantes do evento tem mais a ganhar do que até mesmo os próprios alunos. “Eles estarem ali e mostrarem o que sabem fazer, que apesar da deficiência não são incapazes, isso ensina muito para a gente, porque a deficiência é uma coisa que pode acontecer com qualquer um, ninguém está imune a isso e nós precisamos enxergá-los como seres completos que são”.

A Pestalozzi em Bonito foi criada em 14 de abril de 1988 e em 2018 comemora 30 anos, com o Slogan ’30 anos de Amor’. Atualmente a instituição atende 99 pessoas, entre crianças e adultos. “A menorzinha tem 2 meses e o mais velho 77”, acrescenta Sueli.

Foto: Arquivo Pessoal/Pestalozzi Bonito

Com profissionais qualificados, a escola oferece atendimento nas áreas de saúde, educação e assistência social. Uma parceria com a Prefeitura também vai garantir que os alunos matriculados nas salas de inclusão do Município e do Estado sejam beneficiadas com atendimentos médicos, psicológicos e da assistência social. “Nós também estamos pleiteando e finalizando os consultórios odontológicos e do fonoaudiólogo, o que vai garantir ainda mais qualidade de vida aos nosso alunos”, acrescenta.

Acompanhe as transmissões dos principais shows e matérias especiais do Festival de Inverno de Bonito na TVE Cultura –que lança em Bonito a migração para a TV Digital– e no Portal da Educativa.

Com Kemila Pellin

Diversos estabelecimentos comerciais de Bonito (MS), entre lojas, mercados, postos de combustíveis, prestadoras de serviços e lotérica fecharam as portas na tarde desta segunda-feira (28) em apoio a paralisação nacional pela redução dos impostos, liderada pelos caminhoneiros. Os comerciantes e trabalhadores estão reunidos na Praça da Liberdade neste momento.

Conforme o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Bonito, Marcelo Santos de Souza, o ato deve contar com apoio de aproximadamente 200 empresas no município. “Somos em 100 associados e todos aceitaram fechar as portas das 15 às  17 horas de hoje, mas também entendemos o convite a todos os comerciantes da cidade, que aderiram prontamente”.

Ainda segundo Marcelo, a convocação partiu da Farma (Federação das Associações Comerciais de MS) e o movimento acontece em praticamente todas as cidades do Estado. “Nós somos solidários aos caminhoneiros e entendemos que luta deles também é nossa, porque quando um setor é prejudicado, toda a cadeia é afetada. A sobrecarga de impostos sufoca o comércio e principalmente, a população”, acrescenta.

A Polícia Militar e a Guarda Municipal acompanham o movimento, que já reuni aproximadamente mil pessoas na Praça da Liberdade.

Alunos da Escola Municipal Durvalina Dorneles Teixeira, da Vila Jaraguá, em Bonito, visitaram na manhã desta quinta-feira (24) o Palácio das Comunicações J. Barbosa Rodrigues, em Campo Grande, onde puderam conhecer um pouco da rotina da Fertel (Fundação Estadual Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul).

As 52 crianças, alunos do 6º ao 9º ano, integram dois projetos desenvolvidos por professores da rede municipal bonitense: o “Despertar Sonhos”, sob responsabilidade do professor Elton Teixeira, e o projeto turístico “É Bonito”, idealizado pela professora Adriane Faustini.

Na sede da Fertel, os alunos puderam conhecer um pouco da história da rádio e TV públicas sul-mato-grossenses, bem como visitaram estúdios da rádio e TV, guiados pelo diretor-administrativo Jucimar Luiz.

Adriane explicou que a vista faz parte de uma parceria entre a Prefeitura de Bonito e a Secretaria de Estado de Educação, como forma de reconhecer o trabalho diferenciado com as crianças e adolescentes da rede educacional.

“O ‘É Bonito’ é realizado junto aos estudantes durante a baixa temporada no município, com o apoio do trade turístico, e cria uma oportunidade única para que as crianças conheçam mais sobre o turismo local”, afirmou a professora. Uma aprovada em 2006 em Bonito instituiu a disciplina de “Noções Básicas de Turismo” no currículo das escolas da rede municipal.

Já o “Despertar Sonhos”, conforme explicou Elton Teixeira, tem como objetivo “dar um novo olhar” sobre o mundo a alunos da periferia, “divulgando valores e lhes permitindo questionamentos sobre o mundo, incentivando-os a buscar os seus sonhos”. O professor de História busca instigar os alunos sobre o conteúdo de formas diferentes.

Confira na galeria abaixo os momentos da visita dos estudantes:

FOTOS: Daniela Lima