plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

14 de junho de 2024 - 02:48

Cão ou gato: qual o melhor para você?

Adotar um animal de estimação é certamente uma excelente decisão. Já conversamos aqui sobre os inúmeros benefícios da convivência com animais.

No entanto, principalmente os “marinheiros de primeira viagem” se deparam com a dúvida de qual animal de estimação escolher. Cães e gatos são os preferidos da maioria dos lares por serem facilmente domesticáveis e muito adaptados à convivência em família. Porém eles possuem algumas características comportamentais bem distintas e conhecê-las é importante para que você escolha o que melhor se adaptará à sua rotina familiar.

Os cachorros são mais dependentes dos donos. Eles necessitam de atenção e companhia. Adoram brincar e por isso são os preferidos das famílias que possuem crianças. Caso não disponha de tempo para interagir com seu cão, ele poderá desenvolver problemas de ansiedade pela solidão e as consequências são diversas, como perda de apetite, latido excessivo, destruição de objetos e até depressão.

Isso não significa que se você tem pouco tempo disponível não possa adotá-lo. Existem profissionais que podem ser contratados para passear diariamente com seu cachorrinho e até mesmo creches caninas onde seu bichinho se diverte com outros cães e pode praticar esportes como por exemplo a natação. As monitoras  desses locais costumam propor brincadeiras divertidas que ao mesmo tempo exercitam e educam o seu animal.

Se você é do tipo que gosta de se exercitar, os cães são ótimos para acompanhá-lo nas práticas esportivas principalmente caminhadas e corridas.

Um ponto importante de se atentar é com relação aos cuidados higiênicos. Contrariamente aos gatos que se higienizam constantemente com suas lambidas, os cães necessitam tomar banho frequentemente com água e sabão. Dessa forma, é necessário incluir na rotina levá-los ao pet shop e arcar com essa despesa adicional.

Para quem se preocupa com a proteção da residência, os caninos inquestionavelmente são a escolha certa. Os cães são muito protetores com relação à família e à casa.

Tanto cães como gatos são ótimos companheiros e bastante carinhosos. Apesar da imagem impopular dos felinos de não serem amistosos com seu donos, isso não é verdade!

O que ocorre com os bichanos é que eles são menos dependentes e não procuram agradar o  tempo todo como fazem os cachorros. Além disso costumam reagir com miados, unhas e até dentes quando algo os desagrada. Entretanto adoram estar próximos de seus donos, respondem ronronando aos carinhos recebidos e manifestam todo o seu amor com muitas lambidinhas e mordidinhas.

Os felinos são ideais para quem tem pouco tempo ou resida em apartamentos. São mais independentes e requerem menos atenção e cuidados que os cães. Não será necessário fazer caminhadas diárias com eles como ocorre com os cachorros.

Para pessoas que costumam viajar com frequência também existe a vantagem que os gatos toleram muito bem a ausência do dono. Por outro lado é importante atentar-se ao fato que esses animais não gostam de sair de casa. Assim, quando for se ausentar por determinado tempo, será necessário contratar alguém (catsitter) para ir até o local alimentá-los e limpar a caixa higiênica.

Outra vantagem dos felinos é que eles são naturalmente higiênicos. Adaptam-se facilmente ao uso da caixa de areia e costumam limpar-se através de suas lambidas. Porém, esteja ciente de que isso não é suficiente para que estejam plenamente limpos. Banhos com água e sabão serão necessários mas com uma frequência bem menor que a de cães.

E finalmente, se mesmo conhecendo as principais características das duas espécies você ainda esteja em dúvida ou tenha se identificado com ambos, você poderá ter os dois. É perfeitamente compatível criar cães e gatos juntos. Bastam alguns cuidados durante o período de adaptação e logo eles poderão se tornar grandes amigos.

 

*Daniela Lima – Médica Veterinária graduada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Possui especialização lato sensu em Morfofisiologia Básica e Mestrado em Produção e Gestão Agroindustrial, tendo como área de concentração a Produção Animal. Atua como consultora e articulista do Portal da Educativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *