plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Há 45 anos nos céus, comandante mantém viva a acrobacia aérea no Estado

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Piloto ao longo de três governos, o comandante Tito Lívio se especializou em acrobacias. (Foto: Maurício Borges)
Piloto ao longo de três governos, o comandante Tito Lívio se especializou em acrobacias. (Foto: Maurício Borges)

São mais de 45 anos dedicados aos céus, boa parte deles a serviço de Mato Grosso do Sul e com tempero de aventura. Este poderia ser um resumo da história do comandante Tito Lívio Jr. que, aos 67 anos, dedica-se ao Aeroclube de Mato Grosso do Sul e às acrobacias aéreas –algo que, muito além de um esporte, pode ser um diferencial na vida de um piloto profissional.

Tito credita presença no hangar à atuação durante a gestão de Pedro Pedrossian. (Foto: Maurício Borges)
Tito credita presença no hangar à atuação durante a gestão de Pedro Pedrossian. (Foto: Maurício Borges)

“Um piloto acrobático se entrar em uma necessidade de manobra acidental saberá como sair. Já um piloto pode conseguir, mas dependendo bem mais da sorte”, afirmou Tito, em entrevista ao Jornal da TVE, da TVE Cultura, ao lado de dois dos aviões usados em demonstrações e cursos a pilotos.

Os primeiros voos começaram na região de Aquidauana, entre 1973 e 1974, ajudando a interligar fazendas e prestando serviços a proprietários rurais. Cerca de dez anos depois começaram os serviços à administração estadual, junto aos governos de Ramez Tebet, Wilson Barbosa Martins e Pedro Pedrossian.

Sobre este último, Tito cita as boas lembranças: foram 14 anos de serviços a Pedrossian, período em que também teve oportunidade de conhecer membros da família do ex-governador. Foi nesta gestão que veio o incentivo para aprender mais sobre acrobacias aéreas, incluindo curso nos Estados Unidos, bem como investimentos na aviação sul-mato-grossense.

Tito Lívio falou à TVE Cultura sobre a aviação em Mato Grosso do Sul e deu detalhes sobre como aprender acrobacias aéreas. (Foto: Maurício Borges)
Tito Lívio falou à TVE Cultura sobre a aviação em Mato Grosso do Sul e deu detalhes sobre como aprender acrobacias aéreas. (Foto: Maurício Borges)

“O dr. Pedro tinha respeito pela aviação de Mato Grosso do Sul”, afirmou, ao apontar o hangar pelo qual hoje é responsável no Aeródromo da Capital “pelos bons serviços prestados ao Estado”. “O hangar do Aeroporto Internacional, usado pelos governos estaduais, também foi obra dele”, prosseguiu.

Acrobacias

À frente de uma companhia de acrobacias com seu nome, o comandante Tito Lívio Jr. realizou apresentação neste fim de semana, durante a posse da nova direção do Aeroclube de Mato Grosso do Sul, a ser comandado pelo empresário e também aviador Ricardo Figueiró, que não poupou elogios ao colega. “Um senhor de 67 anos fazendo todas essas acrobacias… É necessário técnica, resplandecência e valor”, elogiou.

Comandante se especializou em acrobacias e vê técnica como diferencial para pilotos. (Foto: Maurício Borges)
Comandante se especializou em acrobacias e vê técnica como diferencial para pilotos. (Foto: Maurício Borges)

Tito, por seu turno, reforçou que a acrobacia, vista como esporte radical ou atividade de exibição, também é um diferencial para pilotos comerciais. “Um piloto sem conhecimento praticamente se entrega no momento de adversidade, porque não tem habilidade. Mas quem fizer de cinco a dez horas de atividades de adversidade passa a ser um piloto completo”.

Sob nova direção

Ricardo Figueiró assumiu a presidência do Aeroclube de Mato Grosso do Sul. (Foto: Maurício Borges)
Ricardo Figueiró assumiu a presidência do Aeroclube de Mato Grosso do Sul. (Foto: Maurício Borges)

Figueiró tomou posse para um mandato de dois anos à frente do Aeroclube de Mato Grosso do Sul, “uma instituição com 80 anos de tradição”, afirmou o empresário, descendente do coronel Pedro José Rufino –combatente brasileiro durante a Guerra do Paraguai e com participação ativa no episódio da Retirada da Laguna.

Na nova gestão, Figueiró aponta entre as prioridades “a retomada da Escola de Aviação e dos cursos de treinamento para o Brasil”. Ele ainda destacou a importância da aviação para a história de Mato Grosso do Sul. “Imagine a ocupação do Pantanal sem a aviação?”, destacou.

Assista – O Jornal da TVE vai ao ar na TVE Cultura de segunda a sexta-feira, das 12h às 12h30, com reapresentação a partir das 18h30. O programa também pode ser acompanhado pelo Portal da Educativa (na aba Assista a TV).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.