plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

24 de junho de 2024 - 01:36

Bom Dia Campo Grande: Campanha Nacional de Multivacinação começa na segunda-feira

Superintendente de Vigilância em Saúde da SES falou à Educativa 104.7 FM sobre ações para atualização das cadernetas de vacinação e preocupação especial com a imunização contra o sarampo
Superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Larissa Castilho (à direita) falou ao Bom Dia Campo Grande sobre campanha nacional que começa na segunda-feira para vacinação de crianças e jovens adultos. (Foto: Pedro Amaral/Fertel)
Superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Larissa Castilho (à direita) falou ao Bom Dia Campo Grande sobre campanha nacional que começa na segunda-feira para vacinação de crianças e jovens adultos. (Foto: Pedro Amaral/Fertel)

Começa na segunda-feira (7) a Campanha Nacional de Multivacinação que, além de atualizar as carteirinhas de crianças e adultos, pretende também aumentar o bloqueio imunológico da população contra o sarampo, cujo aumento de casos no Brasil –inclusive com mortes– colocaram as autoridades de saúde em alerta. Larissa Castilho, superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde, falou ao Bom Dia Campo Grande sobre as ações de imunização no Estado.

“Como há circulação do vírus em todo o país, para quebrarmos a cadeia de transmissão, o Ministério da Saúde vai focar na vacinação contra o sarampo. Mas também serão atualizadas as carteirinhas”, destacou Larissa na Educativa 104.7 FM. Ela destacou que a campanha terá duas etapas: a primeira, de 7 a 25 de outubro, com Dia D em 19 de outubro, focada em crianças entre 6 meses e menores de 5 anos; e a segunda etapa de 19 a 30 de novembro, que atenderá jovens adultos –de 20 a 29 anos– e outras pessoas que precisem atualizar suas vacinas.

Os dois públicos, explicou a superintendente, são os que causam mais preocupação. “Vamos focar a mobilização para evitar um surto maior”. Quem estiver com as vacinas em dia não precisa participar do esforço, contudo, frisou ela, “se tiver tomado só uma dose, por favor, procurem uma unidade de saúde porque temos muitas em estoque”.

Superintendente da SES explicou como funcionará imunização para crianças de até um ano, com aplicação da "dose zero". (Foto: Pedro Amaral/Fertel)
Superintendente da SES explicou como funcionará imunização para crianças de até um ano, com aplicação da “dose zero”. (Foto: Pedro Amaral/Fertel)

No caso das crianças de seis meses a um ano, será aplicada a chamada “dose zero”, que não entra no calendário padrão de imunizações. “Terá de aguardar 30 dias para fazer a vacina de rotina a partir de um ano, com a segunda dose a partir dos 15 meses”, explicou a especialista. Os pais são orientados a, em caso de a criança apresentar sintoma de alguma doença, aguardar a melhora para depois buscar a vacinação.

Em relação ao sarampo, que já causou mortes no país, Mato Grosso do Sul teve 64 comunicações sobre a doença até 30 de setembro, com 30 casos descartados e 32 em investigação –houve duas confirmações, mas sem mortes. Larissa lembra que os sintomas do sarampo podem ser confundidos com uma gripe comum, exceto pelas manchas vermelhas na pele.

“O que diferencia a gripe do sarampo são os exantemas. Os sintomas são de febre, tosse, conjuntivite e as manchas vermelhas”, reiterou. Em casos suspeitos, são tomadas medidas de bloqueio, que incluem a imunização de pessoas que tiveram contato com pessoas que estão sob investigação imunológica.

Com 6 mil casos suspeitos e 4 mortes, São Paulo é um dos locais que merecem atenção das autoridades. O número de suspeitas em Mato Grosso do Sul, destacou a superintendente, levou à instituição do estado de alerta –por se admitir que, mesmo sem o surgimento de casos autóctones, o vírus causador da doença pode estar circulando no Estado.

Larissa reiterou que a única forma de se buscar evitar o contágio pelo vírus do sarampo é a vacinação, e atribuiu a movimentos contrários à imunização –que se proliferam pelo país– a responsabilidade pelo surgimento de mais casos. “É preciso procurar os serviços de saúde e atualizar a caderneta de vacinação, evitando que crianças, que têm uma imunidade menor, sejam contagiadas. Se ela contrair pode ter um agravamento e até morrer”, alertou.

“O sarampo não é uma doença tranquila como alguns podem pensar. Ela pode ter menos efeitos para alguns e para outros, não”, prosseguiu. Já em relação aos jovens adultos, ela reforçou que a importância da vacinação se deve pelo fato de muitos não terem tomado a segunda dose da vacina quando crianças. Mulheres grávidas não devem receber a imunização.

Mato Grosso do Sul recebeu 175 mil doses da vacina contra o sarampo, que foram distribuídas para todo o Estado. O Rotary Clube será um dos parceiros da campanha –como já foi antecipado ao Bom Dia Campo Grande nesta semana.

Larissa destacou a responsabilidade de familiares em garantir a imunidade das crianças. (Foto: Pedro Amaral/Fertel)
Larissa destacou a responsabilidade de familiares em garantir a imunidade das crianças. (Foto: Pedro Amaral/Fertel)

A expectativa é de que Mato Grosso do Sul mantenha o histórico de atingir a meta de vacinação contra o sarampo, de 95% –no último esforço, atingiu-se 99,63% do público-alvo. No momento, esse percentual é de 83%.

A especialista também aproveitou para comentar os efeitos da fake news nas ações de vacinação. “É importante mobilizar a população e alertar que vacina é importante, não vai te deixar doente e ainda vai salvar uma vida”, afirmou.

Sintonize – Com produção de Rose Rodrigues e Alisson Ishy e apresentação de Maristela Cantadori e Anderson Barão, o Bom Dia Campo Grande permite a você começar o seu dia sempre bem informado, por meio de um noticiário completo, blocos temáticos e entrevistas sobre assuntos variados. O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 7h às 8h30, na Educativa 104.7 FM e pelo Portal da Educativa.  Os ouvintes podem participar enviando perguntas, sugestões e comentários pelo WhatsApp (67) 99333-1047 ou pelo e-mail reporter104fm@gmail.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *