plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM Educativa [ AO VIVO ]

4 de fevereiro de 2023 - 04:47

Árvore inusitada enfeita o 16º Festival de Inverno de Bonito

Os participantes do 16º Festival de Inverno de Bonito respiraram diferentes expressões artísticas. Além de palco, uma árvore colorida, de dois metros, produzida pelos artistas de Bonito escultora Buga e artesãos Alex e Gustavo, chamou a atenção dos visitantes.

Com a placa “A Árvore dos Desejos” e uma guardiã no local, a parada era obrigatória em frente a essa obra. “Quem passa, faz um pedido e o coloca na árvore. Ou, me pede para tirar uma foto”, comentou a guardiã da árvore, Lecir Regemld, vestida com capa branca.

12

Assim, centenas de pessoas deixaram os mais diversos sentimentos nesta árvore. “Aqui uma criança pediu pela cura da mãe; outra quer um animal de estimação”, comentou a guardiã da árvore.

A aposentada Norma Sueli Gê Santos parabenizou a Secretaria de Estado de Cultura pela iniciativa, onde ela pode ensinar a neta Bruna, de 3 anos, a ter desejos preciosos. “O mundo anda tão violento, precisamos de momentos como esse para pedir paz, amor e prosperidade”, destacou.

Para Lecir Regemld, a árvore simboliza a vida. Por isso, os pedidos são bem diversificados. A estudante Ana Beatriz Salinas, de 13 anos, deseja ficar milionária. “Eu tenho tudo, só preciso ganhar numa mega sena”, afirmou a adolescente e dezenas de estudantes solicitaram a aprovação para o ingresso numa universidade.

11

A inspiração para colocar a Árvore dos Desejos foi da secretária adjunta de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei), Andréa Freire. “Me inspirei numa peça teatro, em São Paulo, do Grupo sobre evento. Havia uma árvore que o público se aproximava, era bizarra e eu falei: -Vamos fazer uma árvore atraente, instigante. Com algo de lúdico, as crianças escrevem. Hoje, eu vi eu quero meu pai goste de gato. Tem desejos de saúde, de vingança, de crueldade. Essa árvore tem tudo a ver com a cultura, ela é viva, as pessoas colocam sentimentos para fora”, explicou Andréa Freire.

(Texto: Neiba Ota e fotos: Rogério Medeiros)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *