plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

5 de março de 2024 - 02:52

TVE protocola pedido de licença para transmitir multiprogramação

O Ministério das Comunicações, André Figueiredo, recebeu documento assinado pelo governador Reinaldo Azambuja e o diretor-presidente da Rádio e TV Educativa (RTVE), jornalista Bosco Martins, solicitando a equiparação das entidades públicas de radiodifusão com os canais da União para transmitir sinais em multiprogramação.

TV PUBLICA3
Reunião no Ministério das Comunicações discutiu extensão de multicanal às emissoras públicas estaduais

Atualmente, a regulamentação autoriza esse recurso somente nos canais da União. “O formato de multicanal é um recurso da nova televisão brasileira HD e vai permitir ao telespectador da TVE, após a migração para o sistema digital, sintonizar até três canais”, disse Bosco Martins. Segundo ele, por orientação do governador Reinaldo Azambuja, a ideia é implementar sistema estadual de telecomunicações que prevê a utilização da estrutura da RTVE para abrir canal de educação a distância e prestação de serviços à população. “O multicanal permitirá ao Estado desenvolver várias ferramentas de prestação de serviço e agilidade na comunicação de setores estratégicos do Governo”.

O novo formato de geração de conteúdo permite a transmissão na faixa de canal de programações paralelas e simultâneas, com conteúdos diferentes e em alta resolução.

Sinal verde

TV PUBLICA danilo
Dirigentes de emissoras públicas reivindicam ao Ministério das Comunicações licença para operar multicanal

A equiparação das emissoras públicas para transmitir multiprogramação foi discutida pelo ministro das Comunicações André Figueiredo em Brasília nessa semana em reunião com 30 dirigentes de TVs educativas e universitárias. Ele deu sinal verde à extensão da multiprogramação para estações de TV vinculadas a governos estaduais, considerando que esse processo significa avanço na comunicação pública.

Para o diretor-presidente da RTVE, um dos desafios é a qualificação dos conteúdos para diferentes consumidores e formatos de recepção de sinais em razão das novas plataformas multimídias.

“Hoje há diversos formatos e busca constante por conteúdos, não só de entretenimento, mas também de formação profissional e complementação curricular. Por orientação do governador Reinaldo Azambuja, as emissoras do Estado vão trabalhar na integração da população com temas relevantes e de interesse comum, como a educação e a saúde. Ao receber o ministro das Comunicações, na semana passada, o governador Reinaldo Azambuja destacou a importância das emissoras do Estado na produção de conteúdos para a formação continuada e prestação de serviços nas áreas de saúde e qualificação profissional”, disse Bosco Martins.

Para o ministro das Comunicações, a reivindicação da TVE e outras 15 emissoras é justa. “A equiparação das emissoras no conceito de multiprogramação é extremamente benéfica para as emissoras estaduais e a população, pois valoriza a transmissão do conteúdo diferenciado e a regionalização da programação”, destacou o ministro André Figueiredo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *