plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

26 de maio de 2024 - 05:45

Tá na Rua aborda mulheres no trânsito e superação de preconceitos

Acervo: Produção Tá na Rua / UFMS

Com debate sobre respeito nas ruas, estradas e claro, em todos os demais aspectos da vida, o programa Tá na Rua desta sexta (17 de março) aborda as mulheres no trânsito. A 23ª edição vai ao ar às 17 horas, na 104,7 FM Educativa e na 99.9 FM Educativa UFMS.

Desmistificando os preconceitos e tabus, que impactam inclusive no número de mulheres habilitadas, os acadêmicos Juan Gabriel Cardoso Rodrigues e Evelyn Khristiny Mendes apresentam reportagens e curiosidades no formato dinâmico que já é marca registrada do Tá na Rua.

O programa mostrará que apesar do preconceito ainda persistente elas dão de goleada quando o assunto é respeito às leis de trânsito, mesmo sendo a minoria – por enquanto – no trânsito de Mato Grosso do Sul.

Quem participa da entrevista desta sexta-feira é a instrutora de trânsito Lívia Santos. Medo de dirigir e superação de estigmas estão entre os assuntos que você pode conferir na sintonia da FM Educativa.

Tá na Rua

Transmitido sempre às sextas-feiras, às 17 horas, o Tá na Rua é uma parceria entre a FM 99,9, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e a Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e a Fundação de Apoio ao Ensino e Pesquisa (Fapec).

Conta com a participação de diversos bolsistas da UFMS e profissionais de comunicação para atender uma meta comum: promover a educação no trânsito de forma acessível para a sociedade. A participação dos estudantes é fundamental. Os 34 bolsistas de extensão têm a oportunidade de utilizar a criatividade para produzir os conteúdos, que são informativos e, ao mesmo tempo, lúdicos.

Com uma linguagem acessível e dinâmica, o programa retrata o dia a dia e alerta as pessoas sobre o comportamento seguro no trânsito – independente da posição, seja pedestre, ciclista, motociclista ou condutor de automóvel. Estimula a empatia e o respeito mútuo no trânsito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *