plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

14 de junho de 2024 - 06:15

Projeto de eficiência energética vai gerar economia de cerca de 35% na Secretaria de Justiça e Segurança

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), José Carlos Barbosa, participou nesta terça-feira (02), de uma reunião com representantes da empresa Energisa, para falar da conclusão do projeto de eficiência energética que estava sendo desenvolvido dentro da secretaria.

De acordo com informações repassadas pela empresa, foram substituídas aproximadamente 840 lâmpadas florescentes por led, 420 luminárias, 81 aparelhos de ar condicionados, cinco geladeiras e um freezer.  A expectativa a partir de agora é reduzir os gastos com a conta de energia elétrica, que hoje chega a quase R$ 4 mil/mensais dentro do prédio da Sejusp. Com a conclusão do projeto, o consumo mensal de energia deve ter uma redução de cerca de 35%.

O secretário José Carlos Barbosa durante a reunião agradeceu a parceria da empresa que foi além de melhorar as condições de trabalho do efetivo, pois também representa economia, que faz parte de uma política de redução de gastos que vem sendo adotada pela pasta, onde todo o dinheiro economizado pode ser investido em melhorias para a segurança pública. “A nossa meta é expandir esse programa para outras unidades subordinadas à Sejusp”, enfatizou o secretário.

Segundo os dados fornecidos pela Energisa, que investiu mais de R$ 400 mil na troca, o ar condicionado é o responsável por 61% do consumo de energia dentro da secretaria. Na área de segurança pública esse mesmo procedimento foi realizado na Delegacia Geral de Polícia Civil (DGPC), em quatro delegacias da Capital, no 1º Distrito Policial de Dourados e já está concluído o projeto de eficiência energética do Comando Geral da Polícia Militar.

Participaram da reunião o secretário adjunto da Sejusp, Antônio Carlos Videira, o superintendente de Segurança Pública, Deusdete Oliveira, a analista de Recuperação de Energia da Energisa, Denise Simões, o engenheiro Charles Martins e o consultor técnico da Energisa, Fábio Ricetti.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *