plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

12 de abril de 2024 - 13:07

Parceria entre Fertel e UFMS é renovada por mais um ano

Acordo de cooperação prevê intercâmbio de profissionais e programas entre emissoras públicas de MS e da rádio Educativa UFMS FM 99.9

Bosco Martins e a profa. Rosa Pinheiro, durante reunião do Conselho de Programação da Educativa FM UFMS. (Foto: Arquivo pessoal)
Bosco Martins e a profa. Rosa Pinheiro, durante reunião do Conselho de Programação da Educativa FM UFMS. (Foto: Arquivo pessoal)

Foi confirmada nesta quinta-feira (20) a renovação, por mais um ano, do acordo de cooperação mútua firmado entre a Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul) e a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), que prevê, entre outros pontos, a operacionalização da rádio Educativa UFMS FM 99.9 por meio do compartilhamento de estúdios de gravação e intercâmbio de recursos humanos. O entendimento foi fechado durante reunião do Conselho de Programação da UFMS FM, no qual também foi encaminhada proposta que permitirá à rádio universitária captar apoios culturais a fim de obter recursos e incrementar sua programação.

Participaram da reunião os integrantes do Conselho de Programação da Educativa UFMS: a professora Daniela Ota, Evandro Rodrigues Higa, coordenador do curso de Música da UFMS, Marcelo Fernandes Pereira, Nalvo Franco de Almeida Junior, Ocimar Santiago Ramires, Maciel Dias e a gerente de Comunicação da UFMS, profa. dra. Rose Mara Pinheiro, além de Bosco Martins, diretor-presidente da Fertel.

O atual acordo de cooperação foi assinado em 23 de fevereiro deste ano entre o reitor da UFMS, Marcelo Augusto Santos Turine, e Bosco Martins –que também integra o Conselho Consultivo da rádio da universidade. Por meio dele, servidores das duas instituições colaboram na produção jornalística e divulgação de informações, incluindo suporte físico para criação de conteúdo na região de Bonito –onde é utilizada uma sala na base de estudos para gravações de programas da região.

Compartilhamento

A parceria também inclui trocas de programas entre as emissoras públicas estadual e da universidade, veiculados também na Educativa 104.7 FM e na TVE Cultura. É caso do projeto “Memórias”, do cineasta e professor Cândido Alberto da Fonseca, que colheu entrevistas de personalidades que fizeram parte da história de Mato Grosso do Sul.

Conselho de Programação analisou também inserção de apoios culturais na programação da rádio. (Foto: Arquivo pessoal)
Conselho de Programação analisou também inserção de apoios culturais na programação da rádio. (Foto: Arquivo pessoal)

“Neste ano abrimos mais espaço para a produção vinda da UFMS, com programas elaborados por estudantes de Jornalismo que deram origem ao UniversoTop, que vai ao ar aos domingos”, destacou Bosco. “Isso vai ao encontro do slogan de nossa nova programação: ‘Juventude, o MS do Futuro’, que significa dar voz aos jovens para ajudarem a construir o Estado que querem. Sob os olhares da UFMS, esses estudantes elaboraram propostas incríveis que merecem visibilidade”, prosseguiu.

No caso de Bonito, à época da formalização do primeiro convênio, Turine frisou as possibilidades abertas com o processo de digitalização da TVE Cultura –em andamento e que, com anuência do governador Reinaldo Azambuja, pode chegar a 54 municípios do Estado até 2019– por meio da multiprogramação e transmissão de EaD, já usado pela instituição que, na cidade, tem um polo de Ensino à Distância.

Durante a reunião do conselho, também se discutiu a autorização para que a Educativa FM UFMS 99.9 inicie a captação de apoios culturais na sociedade, de forma a obter recursos que ajudem na melhora da qualidade técnica e de produção. Maciel Dias explicou que a intenção é reservar um percentual da programação para a exibição de spots e ações de merchandising, nos moldes do que é adotado por outras emissoras educativas públicas do país.

“É uma divulgação diferenciada, que não tem cunho comercial. Na próxima reunião do conselho, vamos definir qual o quantitativo da programação da rádio poderá ser usado nestas veiculações, sempre respeitando as predefinições legais existentes”, destacou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *