plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

MS tem superávit de 189% na balança comercial durante o primeiro bimestre de 2022

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

 A soma de tudo que Mato Grosso do Sul vendeu ao exterior nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, descontando o que comprou de outros países, totalizou US$ 516,2 milhões de dólares. Esse valor é 189% maior do que o resultado obtido no primeiro bimestre do ano passado: US$ 178,5 milhões. As exportações sul-mato-grossenses somaram US$ 991,3 milhões no primeiro bimestre de 2022, enquanto as importações ficaram em US$ 475 milhões. No mesmo período do ano passado o Estado exportou US$ 593,6 milhões e importou US$ 415 milhões.

Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e constam na Carta de Conjuntura nº 76 compilada pela Coordenadoria de Economia e Estatística da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). O secretário Jaime Verruck comenta esse resultado expressivo:

“Tivemos um excepcional crescimento das exportações e isso decorre de dois fatores: a antecipação da safra. Mato Grosso do Sul colheu volume significativo de soja em janeiro e fevereiro, lembrando que boa parte já havia sido comercializado. Em segundo, tivemos o crescimento de exportações de celulose (22%), carne bovina (56%), óleos e gorduras vegetais (73%) e carne de aves (38%). Portanto, há uma sinalização positiva nas exportações de Mato Grosso do Sul, chegando a praticamente US$ 1 bilhão nos meses de janeiro e fevereiro”.

A soja foi o produto que liderou a pauta das exportações nesse início de ano, desbancando a celulose que tem se mantido no topo por um longo período. Enquanto as exportações de soja no primeiro bimestre de 2021 representaram US$ 9,547 milhões, no mesmo período desse ano superou US$ 287,9 milhões. Isso perfaz uma variação de 2.916,04%.

Com relação ao destino das exportações, não houve alteração nas primeiras posições da tabela, porém a China ampliou de forma significativa sua parcela no mercado exterior sul-mato-grossense. “No ano passado, nesse período, a China comprou 20% de nossos produtos e nesse ano, chegou a 40%. Os Estados Unidos, como destino de nossas exportações, também continuam relevantes, com um crescimento de 80%, mantendo-se como segundo principal parceiro”, pontuou Verruck.

O principal município exportador foi Três Lagoas, com cerca de 39,94% das vendas ao exterior, devido sobretudo às indústrias de papel e celulose instaladas ali. Em segundo vem Campo Grande (11,34%), Naviraí (6,39%) e depois Dourados (6,01%). Os dez principais municípios exportadores responderam por 83,61% das exportações sul-mato-grossenses no primeiro bimestre.

Reportagem: João Prestes, Semagro

Foto: Arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.