plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

27 de maio de 2024 - 15:21

Leite Forte: Revista Dinheiro Rural destaca incentivo à produção leiteira em MS

Pecuaristas, governo e indústria de Mato Grosso do Sul querem tirar a produção leiteira do Estado da condição de patinho feio do agronegócio do Centro-Oeste. Com essa afirmação, a revista Dinheiro Rural deste mês traz uma matéria abrangente sobreo setor leiteiro sul-mato-grossense, destacando as iniciativas do Governo do Estado, por meio do programa Leite Forte, para fortalecer a cadeia leiteira sul-mato-grossense.

Trazendo exemplos como da Agropecuária Missões, de Dourados, a reportagem destaca o empenho dos diversos elos da cadeia não só para alavancar a produção anual como para melhorar a qualidade do leite e investir em processamento, uma vez que a produção de derivados agrega valor ao produto. A Agropecuária investiu no rebanho da raça Jersey e produz leite de cor amarelada pela alta concentração de gordura, proteína e betacaroteno, o mesmo elemento antioxidante que pigmenta vegetais como a cenoura e a abóbora.

A revista freforça a posição do Estado como um dos maiores produtores de grãos do Brasil, sendo que a agropecuária garantiu ano passado um PIB (Produto Interno Bruto) superior a R$ 15 bilhões. No ranking nacional, somos o terceiro maior produtor de milho e o quinto, de soja, somando as duas culturas 16,5 milhões de toneladas na última safra. Os esforços de todos os elos ligados ao leite, reforça a publicação, têm objetivo de colocar esta cadeia também em destaque nesse cenário.

Em seu depoimento para a matéria, o secretário de Estado de Produção e Agricultura Familiar (Sepaf), Fernando Lamas, disse que o Governo do Estado colocou o setor leiteiro na linha de frente para estímulo e investimento. “O empenho do governo é para mudar o padrão de animais de baixa produção”, disse Lamas à revista. Atualmente, a média estadual por vaca não chega a mil litros anuais, bem abaixo do registrado no município de Castro, no Paraná, por exemplo, onde cada animal rende 7,1 mil litros por ano.

Experiências – Como resultado da participação do Show Rural, evento realizado em Cascavel (PR) no início do mês, a Sepaf organiza excursão de técnicos locais rumo ao estado vizinho para conhecer projetos do governo paranaense voltados para o setor leiteiro. Cerca de 700 pequenos produtores do Estado participaram presencialmente do evento, que proporcionou troca de experiências relacionadas à produção de leite. Dos aproximadamente 70 mil agricultores familiares sul-mato-grossenses, 80% são produtores de leite, o que representa um potencial a ser explorado.

Rosane Amadori – Subcom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *