plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

18 de maio de 2024 - 10:28

Fundect prevê pesquisas sobre indígenas, meio ambiente e agricultura familiar em 2023

Um dos pilares na nova gestão, a inovação, ciência e tecnologia têm grandes perspectivas para 2023, como a previsão de editais de pesquisas científicas sobre questões ambientais, comunidades indígenas, agricultura familiar e mulheres, assim como novas parcerias em relação a inovações para o poder público.

“Agora a partir de 2023, com o nosso governador Eduardo Riedel, a tendência é avançar ainda mais em ciência e tecnologia, com diversas ideias para inovação e editais para pesquisas científicas, desenvolvidas pelas universidades, em temas importantes ao Estado”, descreveu o diretor-presidente da Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul), Márcio de Araújo Pereira.

Araújo adiantou que em breve será publicado edital de mais de R$ 12 milhões em investimentos para projetos de inovação, em parceria com Finep (Financiadora de Estudos e Projetos). “Também vamos trabalhar para pesquisas e projetos que busquem soluções para o poder público, sempre dando ênfase aos negócios sustentáveis”.

O diretor destacou Mato Grosso do Sul já é destaque no setor pelos investimentos realizados nos últimos 8 anos e que a expectativa é positiva para este novo ciclo. “Teremos inovações importantes, vamos continuar chamando a atenção do Brasil, de forma positiva, trazendo mais visibilidade para Mato Grosso do Sul”, completou.

Desde 2015 foram investidos R$ 182 milhões no setor. “Estão incluídos projetos de pesquisa, ciência básica e aplicada, processo de inovação, bolsas de estudo de mestrado, doutorado e até de ensino médio. O Estado deu um salto muito grande, fez história, despontou no Brasil. Vamos continuar trabalhando para levar este desenvolvimento”.

Leonardo Rocha, Comunicação do Governo de Mato Grosso do Sul
Foto: Divulgação/Fundect

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *