plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

21 de junho de 2024 - 19:53

Estátua de Manoel será instalada na sombra de uma figueira, no coração da Cidade Morena

Foto: Pedro Amaral

Na Avenida Afonso Pena, bem ali, no coração de Campo Grande, de baixo da figueira,  entre as ruas Rui Barbosa e Pedro Celestino, será instalada a homenagem a aquele que, através da poesia, fez de Mato Grosso do Sul um estado reconhecido por sua diversidade e natureza exuberante. A estátua de Manoel de Barros em tamanho real, sentado no sofá de sua casa, finalmente vai sair da galeria para ficar pertinho do público.

A decisão foi anunciada hoje (27) pelo secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, na presença do artista plástico Ique Woitschach, do Juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos David de Oliveira, da representante do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul (IHGMS), Vera Tilde Castro, do Executivo Municipal e do diretor-presidente da Fertel, jornalista Bosco Martins, em coletiva no novo local.

Conforme o secretário, a instalação foi discutida com o prefeito Marquinhos Trad, o governador Reinaldo Azambuja, o juiz, o artista e a Planurb. “O canteiro central será adaptado na esquina com a Rui Barbosa, para que as pessoas possam interagir com a estátua”, detalha.

Feita para homenagear o centenário do poeta e os 40 anos de Mato Grosso do Sul, a estatua será entregue no dia 11 de outubro, data em que o Estado comemora sua emancipação política. O novo local ainda deve passar por pequenas intervenções paisagísticas, como a implantação de um piso de concreto e jardim, mas isso não deve interferir no cronograma.

Foto: Pedro Amaral

Pronta desde abril, a escultura inicialmente deveria ficar no canteiro central da Avenida, entre as ruas Rui Barbosa e 13 de maio, mas devido a um laudo negativo do IHGMS, que afirmou existir no local um sítio militar histórico, foi necessário readequações no projeto inicial. “Apesar da mudança, ela ainda será instalada no coração da Capital e isso mantém o contexto em que foi planejada, agora Manoel, que sempre quis ser árvore, ficará debaixo de uma, de olho no pôr do sol, que era um dos seus momentos favoritos do dia”, afirmou Ique.

Dando fim as polêmicas, o secretário também afirmou que não será necessário um segundo parecer da Sectur e do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul, pois no último parecer o IHGMS deixa claro que a instalação poderia ser feita em qualquer outro canteiro da avenida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *