plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

22 de julho de 2024 - 23:28

Conselho Executivo define plano de ações para manutenção do título de ‘Reserva da Biosfera’ pelo Pantanal

O Conselho Executivo da Reserva Biosfera do Pantanal apresentou, na última sexta-feira (3), um plano de ações emergenciais em defesa da manutenção do Pantanal. Já aprovado por comissão internacional da Unesco, o plano garantiu a manutenção do título de “Reserva da Biosfera” ao bioma presente principalmente nos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

“Precisamos alertar a sociedade de que se não houver ações ambientais concretas o Pantanal está sim ameaçado, mas precisamos mostrar também que existe uma intensa movimentação, apoiada por diversas instituições, no sentido de preservá-lo”, disse o reitor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS),Fábio Edir. O título de Reserva da Biosfera, concedido em 2000 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), poderia ser retirado a qualquer momento, diante das ameaças que colocavam em risco a saúde ambiental do Pantanal.

O comunicado da Unesco que apontava a possibilidade de perda do título ocorreu em junho de 2016. Na época, o governo federal recebeu e encaminhou o documento aos dois estados para que houvesse providências. Representantes do MS, do MT e do Ministério do Meio Ambiente reuniram-se então e criaram o plano de ação emergencial, com ações de curto, médio e longo prazo.

Plano de ação

A presidente do Conselho Executivo da RB Pantanal, Fátima Sonoda, explica que o plano de ação emergencial de 2017 a 2025 tem três funções, sendo conservação, desenvolvimento e pesquisa científica.

Qualificar o sistema de gestão foi apontada como uma das primeiras medidas a serem adotadas, contando com o Conselho Executivo para executar as tarefas e o Comitê Estadual, com 20 instituições integrantes, além de setor empresarial e sociedade civil , para ajudar na discussão de temas. O objetivo, segunda a presidente é “chegar aos municípios, criar instâncias menores onde serão executadas ações agindo na conservação do meio ambiente”.

Além desses, outros objetivos serão buscados a partir do plano, como promover a função de conservação, desenvolvimento e conhecimento científico e tradicional da Reserva da Biosfera Pantanal, implantar estrutura de gestão e promover comunicação e marketing do bioma. Para cada um dos objetivos, ações foram definidas com grau de prioridade, sendo curto, médio e longo prazo.

Com as atividades devidamente implementadas, as instituições envolvidas acreditam que Reserva da Biosfera Pantanal passe a funcionar com governança efetiva, promovendo desenvolvimento sustentável e colaborando na formação de redes inclusivas e orientadas no âmbito do Programa “O Homem e a Biosfera (MaB – Man and the Biosphere)” da Unesco.

André Mazini/ Comunicação UEMS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *