plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

24 de junho de 2024 - 03:39

Ações buscam incentivar leitura e espiritualidade em reeducandas da Capital

Com o objetivo de levar fé e esperança às mulheres em situação de prisão, uma ação social foi desenvolvida com as reeducandas do Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi” (EPFIIZ) da Capital. Ao todo, foram entregues 150 exemplares do livro “As raízes das prisões da alma” às custodiadas.

A iniciativa é uma parceria entre o Ministério Apostólico Renovado e a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen). A doação foi realizada na semana passada e buscou incentivar a espiritualidade por meio da leitura.

A obra cristã tem como objetivo abrir os olhos emocionais e espirituais para muitas situações vivenciadas, além disso, quebra paradigmas e leva à reflexão como: quantos de nós estamos aprisionados dentro de nossos próprios conceitos? Essas prisões limitam e impedem as pessoas de desfrutar a verdadeira liberdade na qual são chamados para viver em Cristo Jesus!

Além dos livros, as pastoras Carmem, Rose e Mariza doaram também abraços, orações, palavras encorajadoras e muito conforto às internas.

A obra cristã tem como objetivo abrir os olhos emocionais e espirituais para muitas situações vivenciadas.

Projeto Crescer

Outro trabalho semelhante é desenvolvido por meio da parceria entre a Agepen e a igreja Verbo da Vida. Por meio de livros cristãos e de autoajuda, o projeto cultural “Crescer + Ler” tem como objetivo incentivar a leitura e o crescimento espiritual nas custodiadas participantes.

Com reuniões mensais, a iniciativa tem como missão levar a palavra da fé e de amor para trazer paz e tranquilidade à mente e confortar os corações. Ao todo, 25 reeducandas do EPFIIZ participam do projeto que existe há dois anos na unidade.

“Temos visto através do Crescer muitas mulheres serem livres pelo conhecimento da palavra, mulheres que apesar de presas fisicamente estão livres em seu interior”, afirma o pastor Agnaldo Andrade Lima, responsável pelo projeto.

Segundo a diretora da unidade, Mari Jane Boleti Carrilho, as campanhas de leitura incentivam novos hábitos e valores. “Nos leva a transformações simples e ainda nos proporcionam um novo despertar para a vida”, ressaltou.

Tatyane Santinoni – Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *