plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

19 de maio de 2024 - 08:20

Vítima do trânsito, Frederico montou blog e reforça importância de cuidados mesmo fora do Maio Amarelo

No último dia da campanha nacional Maio Amarelo, Frederico Rios que é cadeirante e administrador do blog Acessibilidade na Prática, chama atenção da sociedade para manter os cuidados no trânsito durante todo o ano. A ação de 2017 destaca o alto número de acidentes com mortos e feridos no trânsito. Dados divulgados pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, revela que em 2014 foram registradas 43 mil mortes no trânsito e, em 2015, a estatística se aproximou dos 50 mil. De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), em Mato Grosso do Sul em média uma pessoa morre vítima de acidente de trânsito por dia.

Frederico Rios defende que sociedade mantenha mobilização durante todo ano. Foto: Kelly Ventorim

Vítima de acidente de trânsito, Frederico conta que neste ano de 2017 faz nove anos que se tornou cadeirante. “Sempre gostei de moto. Um dia, no cruzamento da avenida Ceará coma rua da Paz um senhor atravessou a preferencial e colidi com o veículo dele. Bati com a cabeça e quebrei só o pescoço. Então acabei ficando tetraplégico. Hoje não penso se houve culpados, mas a gente sempre pensa que podia ter prestado mais atenção. Essa é a importância da campanha Maio Amarelo: reforçar os cuidados com o trânsito que a cada dia faz mais vítimas”, disse.

Para ele, o tema da campanha “Minha Escolha Faz a Diferença” traduz claramente o comportamento que os condutores devem ter. “A estatística mostra que 90% dos acidentes é provocado por imprudência. A gente vê muita barbaridade, pessoas bebendo e dirigindo, usando celular no trânsito. O sono, por exemplo, é muito grave ao volante. Achamos que somos hábeis e experientes, mas todo cuidado é pouco”, afirmou.

Blog acessibilidade na prática encampou campanha Maio Amarelo

Frederico reforça a importância de não desobedecer outras leis de trânsito e nem colocar em risco a própria vida e a vida dos outros. “Essa é nosso briga, de conscientizar, informar as pessoas, cobrar o poder público e, principalmente, a sociedade. Eu não morri, acredito que temos que pensar em dirigir para a gente e também para os outros”, finalizou.

O Maio Amarelo foi criado durante a Assembleia Geral das Nações Unidas em 2010, com a definição da “Década de ações para a segurança no trânsito”.

Em Chapadão do Sul sociedade se uniu para mobilizar condutores. Foto: Prefeitura de Chapadão do Sul

O Brasil é signatário do movimento ao lado de outros 178 países. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) de 2016 apontam o Brasil como o quarto país com mais mortes no trânsito na América – 23,4 mortes no trânsito para cada 100 mil habitantes, atrás somente de Belize, República Dominicana e Venezuela – com registro de 45,1 mortes por 100 mil habitantes.

Governo abraça iniciativa

O Governo de MS abraçou a campanha Maio Amarelo com inúmeras ações realizadas durante o mês de mobilização. O governador Reinaldo Azambuja destaca a importância da ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil, com objetivo de colocar em pauta o tema segurança viária e envolver os mais diversos segmentos entre órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada.

Governador Reinaldo Azambuja defende precaução e fala sobre investimentos. Foto: Chico Ribeiro

“Temos feito muitos investimentos na área de engenharia de trânsito, educação, inteligência. Registramos uma diminuição do número de acidentes, saindo de 31,9 mil em 2013 para 24,6 mil em 2016. Nossas campanhas educativas e o comprometimento dos motoristas reduziram em 33%, mas esse número ainda está muito aquém do que desejamos. O mês de maio começou com muitos acidentes envolvendo vítimas fatais no feriado prolongado. Mesmo assim, temos registrado um crescente número de multas por excesso de velocidade. Por isso, convidamos a sociedade como um todo a se engajar nesse movimento, por um trânsito mais seguro onde as escolhas fazem a diferença”, finalizou.

Diana Gaúna – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto capa: Kelly Ventorim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *