plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

UFN3 continua em plano de venda e Petrobras trabalha na evolução do processo, afirma presidente da estatal

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

A Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III (UFN3) continua nos planos de desinvestimento da Petrobras neste ano. E a empresa trabalha para que a negociação para a venda da fábrica de Três Lagoas tenha um desfecho. A afirmação foi feita nesta quarta-feira (26) pelo presidente da Petrobras, General Joaquim Silva e Luna ao governador Reinaldo Azambuja, em reunião na sede da empresa no Rio de Janeiro.

No encontro o governador Reinaldo Azambuja destacou a importância estratégica desta obra para o Estado.

General Joaquim Silva e Luna, presidente da Petrobras e governador Reinaldo Azambuja

“Apresentamos a importância deste empreendimento tanto para recuperação da economia no município como da autossuficiência que a fábrica poderá trazer em fertilizantes dado que MS é um estado altamente dependente do insumo. Ele nos adiantou que a empresa trabalha para trazer novidades importantes sobre a negociação da fábrica”, salientou o governador.

O megaempreendimento avaliado em mais de R$ 3 bilhões foi paralisado em dezembro de 2014 e desde então a Petrobras busca vender o ativo. A solução para a UFN3 com a retomada da obra e sua conclusão é um ponto de honra e de importância estratégica para o Governo do Estado.

Retomada, a UFN3 vai contribuir para redução da importação de fertilizantes. Atualmente, em média, cerca de 85% dos fertilizantes usados no Brasil são importados. A meta do governo federal é reduzir a importação em torno de 60% do insumo.

Participaram do encontro o secretário de Obras e Infraestrutura Eduardo Riedel e o secretário da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Produção, Desenvolvimento Econômico e Agricultura Familiar) Jaime Verruck.

Rosana Siqueira, Semagro
Fotos: Arquivo Governo MS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.