Tom Jobim e a bossa nova são destaque de Os Donos da Música

Compartilhe:

O jovem Tom Jobim. (foto: reprodução)

Nesta sexta-feira (09/08), a partir das 22h, a bossa nova e o talento de Tom Jobim tomam as ondas da Educativa 104.7 FM no programa Os Donos da Música com Marta Maria.

Filho do diplomata gaúcho Jorge de Oliveira Jobim e da dona de casa fluminense Nilza Brasileiro de Almeida, Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim nasceu no dia 25 de janeiro de 1927, no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro (na época ainda Distrito Federal).

Mudou-se com a família no ano seguinte para Ipanema, onde foi criado e aprendeu a tocar violão e piano em aulas, entre outros, com o professor alemão Hans-Joachim Koellreutter, introdutor da técnica dodecafônica no Brasil.

Tom Jobim chegou a cursar Arquitetura mas largou a faculdade para se dedicar ao piano e tocar profissionalmente em bares e boates em Copacabana. Em 1952, Jobim foi contratado como arranjador pela gravadora Continental onde trabalhou até gravar suas primeiras canções com parceiros como Vinícius de Moraes com quem produziu as canções para a peça Orfeu da Conceição e, posteriormente, para o filme Orfeu do Carnaval ou Orfeu Negro, dirigido por Marcel Camus, ao lado de Luiz Bonfá e Antônio Maria. De Orfeu saiu a clássica “Se Todos Fossem Iguais a Você”, gravada diversas vezes por inúmeros artistas.

Antônio fez parte do núcleo embrionário da bossa nova. O LP “Canção do Amor Demais” (1958), em parceria com Vinícius e interpretação de Elizeth Cardoso, foi acompanhado pelo violão de um baiano até então desconhecido, João Gilberto. A orquestração é considerada um marco inaugural da bossa nova pela originalidade das melodias e harmonias. O álbum inclui, entre outras, “Canção do Amor Demais”, “Chega de Saudade” e “Eu Não Existo sem Você”.

A consolidação da bossa nova como estilo musical veio logo em seguida com o 78 rotações “Chega de Saudade”, interpretado por João Gilberto, lançado em 1959, com arranjos e direção musical de Tom, que selou os rumos que a música popular brasileira tomaria dali para frente. No mesmo ano foi a vez de Sílvia Telles gravar “Amor de Gente Moça”, um disco com doze canções de Tom, entre elas “Só em Teus Braços”, “Dindi” (com Aloysio de Oliveira) e “A Felicidade” (com Vinícius).

Tom Jobim na rua em homenagem ao amigo e parceiro Vinícius de Moraes. (foto: reprodução)

Tom foi um dos destaques do Festival de Bossa Nova do Carnegie Hall, em Nova Iorque, em 1962. No ano seguinte compôs, com Vinícius, um dos maiores sucessos e possivelmente a canção brasileira mais executada no exterior: “Garota de Ipanema”. Nos anos de 1962 e 1963 Tom Jobim compôs grandes sucessos como “Samba do Avião”, “Só Danço Samba”, “Ela é Carioca”, todas com Vinícius de Moraes, “O Morro Não Tem Vez”, “Inútil Paisagem” e  “Vivo Sonhando” com Aloysio.

Nos Estados Unidos gravou o disco “The Composer of Desafinado, Plays” em 1965 além de participar de espetáculos e fundar sua própria editora, a Corcovado Music. Em 1964, competindo com os Beatles, os Rolling Stones e Elvis Presley, Tom Jobim ganhou o Grammy de Música do Ano com “Garota de Ipanema”.

O sucesso fora do Brasil o fez voltar aos EUA em 1967 para gravar com Frank Sinatra. O álbum “Francis Albert Sinatra & Antonio Carlos Jobim”, com arranjos de Claus Ogerman, incluiu versões em inglês das canções “The Girl From Ipanema”, “How Insensitive”, “Dindi”, “Quiet Night of Quiet Stars” e composições americanas como “I Concentrate On You”, de Cole Porter.

Tom Jobim deixou uma discografia solo com 13 discos e mais de 30 participações com grandes nomes da MPB. Jobim faleceu em 8 de dezembro de 1994, aos 67 anos, em Nova York.

Sintonize – Com produção e apresentação de Marta Maria, o programa Os Donos da Música coloca os pais de letras e melodias como protagonistas de trabalhos que ganham o mundo, muitas vezes, graças a outras vozes. O programa vai ao ar na Educativa 104.7 FM às sextas-feiras a partir das 22h, podendo ser acompanhado também pelo Portal da Educativa.


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *