plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

20 de maio de 2024 - 04:27

Subsecretária discute combate à pandemia de feminicídios e sensibilização da sociedade

Campo Grande (MS) – Nos primeiros meses de 2022, pelo menos 10 mulheres foram brutalmente assassinadas no Estado por seus maridos, namorados, familiares ou conhecidos. O número já é 80% superior ao registrado no mesmo período de 2021.

Esta epidemia, que tem sido combatida por meio de leis mais duras e olhar mais dedicado do poder público, persiste. Machismo, misoginia, relação de poder e posse.

Estamos em 2022, mas os avanços sociais ainda não se consolidaram e o processo é permanente. Para isso as políticas públicas são aplicadas em todas as esferas de governo, estadual, municipal e federal. E em Mato Grosso do Sul, uma Subsecretaria Estadual de Políticas Públicas para as Mulheres busca, por meio de diferentes projetos, a eliminação de toda e qualquer discriminação de gênero, promovendo a visibilidade, a valorização.

Para falar sobre as ameaças vivenciadas ainda hoje pelas mulheres e como o Estado atua para transformar essa realidade o MS no Rádio entrevistou a subsecretária estadual de Políticas Públicas para as Mulheres, Luciana Azambuja.

Confira a entrevista realizada nesta quinta (17 de fevereiro) por Eva Regina e Joel Silva:

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *