plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Semagro amplia pontos de conexão à internet banda larga em MS

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Há pouco mais de uma semana, moradores da Aldeia Indígena Água Azul, no município de Dois Irmãos do Buriti, no Mato Grosso do Sul, passaram a usufruir, gratuitamente, do acesso à internet banda larga, ampliando a rede de pontos do programa Wi-Fi Brasil entregue pelo Ministério das Comunicações (MCom) no interior do Estado. Mato Grosso do Sul já conta com 184 conexões. A ação de inclusão digital é realizada como apoio do Governo do Estado, por meio da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

O ponto foi instalado no Posto de Saúde Josias Reginaldo Francisco na Aldeia Água Azul e entrou em funcionamento em 23 de março. O acesso à internet era uma antiga demanda da comunidade que não tinha comunicação de qualidade. “Quero agradecer à equipe da Semagro, que atendeu nosso pedido possibilitando um sinal de internet aberto e de qualidade para que as crianças e jovens possam estudar, se capacitar, em nome de minha comunidade nosso muito obrigado” relata o cacique Claudenir da aldeia Água Azul.

Formada em sua maioria por agricultores, a Aldeia Água Azul se soma agora às demais regiões rurais do país atendidas pelo programa de inclusão digital do MCom. Só no interior sul-mato-grossense, são mais de 150 pontos instalados em zonas rurais.

“Imagine uma localidade com 300 pessoas na zona rural e coloca um ponto de internet. Esse é o Wi-FI Brasil. Com ele, a gente consegue solucionar o deserto digital que ainda existe naquela localidade de forma rápida”, explica o ministro das Comunicações, Fábio Faria. Instalada pela Telebras, por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Telecomunicações (SGDC), o sistema instalado na aldeia conta com 10 mega de velocidade, conexão ilimitada e com alcance em um raio de até 150 metros a partir da localização do aparelho de conexão. O serviço está aberto gratuitamente a qualquer cidadão que queira utilizar.

A Semagro, através de Superintendência de Ciência, Tecnologia e Inovação tem atuado fortemente em aumentar a conexão principalmente em regiões onde não há sinal nem de telefone ou internet. Para este ano, em parceria com o Ministério da Agricultura serão mais 21 pontos de inclusão digital, alguns com estrutura física de tele-centros (computadores) para atendimento à população. Atualmente já são 11 salas de inclusão digital (lista das localidades)

Wi-Fi Brasil

Atualmente, há mais de 13 mil pontos do programa espalhados por mais de 2.900 cidades brasileiras. Os equipamentos públicos mais atendidos são as escolas, onde estão instaladas mais de 9.600 antenas, especialmente em regiões rurais, além de postos de saúde, com 400 unidades. O programa atende também aldeias indígenas, quilombos, telecentros, postos de fronteira, entre outros.

As antenas do Wi-Fi Brasil recebem o sinal enviado pelo Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), equipamento brasileiro que fica a 36 mil quilômetros de distância da Terra. O SGDC entrou em órbita em 2017 e é o único satélite brasileiro com capacidade de fornecer conexão de internet banda larga de alta velocidade em qualquer parte do território nacional. De uso misto, civil e militar, o satélite também dá apoio às atividades das Forças Armadas em projetos estratégicos de defesa nacional. (Com informações de Marina Dobashi).

Marcelo Armôa, Assessoria de Comunicação da Semagro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.