plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Prefeito diz que Ribas do Rio Pardo acelera infraestrutura para receber fábrica de R$ 14 bilhões

Principais preocupações da administração municipal são reforçar segurança pública e ampliar sistema público de saúde para absorver explosão demográfica no município

Prefeito João Alfredo Danieze (Foto: Saul Schramm)

O prefeito de Ribas do Rio Pardo, João Alfredo Danieze, disse, em entrevista ao programa MS no Rádio 1ª Edição, da Educativa FM 104.7, que ao lado da perspectiva do crescimento econômico, há uma preocupação muito grande em relação à infraestrutura para abrigar a fábrica de celulose da Suzano, que prevê investimentos de R$ 14,7 bilhões. As obras civis da fábrica devem ocupar a mão de obra de aproximadamente 10 mil pessoas e isso demandará vagas por alojamento, alimentação, segurança pública e saúde. A preocupação maior é quanto à falta de rede hospitalar suficiente e segurança pública. O prefeito disse que está solicitando apoio do Governo do Estado para ampliar os efetivos da Polícia Militar e Polícia Civil e redimensionamento do hospital da cidade, que não tem nenhum leito de UTI. O prefeito disse que para esse momento quer acelerar a vacinação da população contra a Covid-19 para que a pandemia não atrapalhe nenhuma iniciativa nesse processo de transformação econômica e social do município.

OUÇA A ENTREVISTA COM O PREFEITO DE RIBAS DO RIO PARDO

 

“A expectativa pela instalação da fábrica vem desde 2013 e 2014, quando houve a audiência pública para projetar o empreendimento, e felizmente feio a notícia que de certo modo até surpreendeu, pois ainda havia dúvida sobre a viabilidade. Agora temos que correr e se preparar”, afirmou o prefeito, lembrando que a iniciativa privada já está fazendo investimentos em serviços que fazem parte da cadeia da construção civil e para atender a demanda da fábrica após ela entrar em operação. Há três alojamentos já construídos na cidade, mas o setor de hotelaria e alimentação terá que expandir mais para atender a tantos trabalhadores que serão absorvidos nas obras, além da necessidade de outras empresas da cadeia produtiva de celulose, como indústria química.

Por outro lado, MS no Rádio 1ª Edição também ouviu o gerente de Educação do Senai, Rogaciano Júnior, sobre a qualificação de mão de obra para atender as demandas, tanto nas obras civis, de construção da fábrica, quanto para operacionalização da indústria. O Senai já possui know how por dar suporte ao conglomerado de celulose em Três Lagoas, onde a extração e processamento do eucalipto é automatizado.

OUÇA A ENTREVISTA COM O GERENTE DE EDUCAÇÃO DO SENAI

 

 

 

 

 

 

 

 

SINTONIZE – MS no Rádio tem duas edições na Educativa FM 104.7. A primeira edição vai ao ar das 7h às 8h e a segunda edição das 17h30 às 18h30. O público pode participar pelo telefone 3318 1047, WhatsApp (67) 99333 1047 e por meio das redes sociais. Com apresentação de Paulo Yafusso e Mireli Obando (primeira edição) e Joel Silva e Eva Regina (segunda edição), o programa é transmitido também no portal da Rede Educativa (www.portaldaeducativa.ms.gov.br)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *