plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

22 de abril de 2024 - 02:02

Na Cadeira do DJ com o escritor Henrique Pimenta

O autor Henrique Pimenta é o entrevistado Na Cadeira do DJ desta quarta-feira. (foto: divulgação)

O programa Na Cadeira do DJ desta quarta-feira (17/03) a partir das 11h na Educativa 104.7 recebe o escritor Henrique Pimenta, autor do livro de contos “Compêndio de evisceração” que será lançado no próximo dia 18 em evento no Sesc Cultura da capital. Celito Espíndola conduz a entrevista produzida e apresentada por Gilson Espíndola e Daniel Rockenbach.

Henrique Pimenta nasceu em Resende, interior do Rio de Janeiro, em 1965. Desde os 30 anos, vive em Campo Grande onde atuou como professor de Língua Portuguesa e Literatura por outros 30 anos. A paixão literária começou aos 15 anos.

Enquanto poeta, Henrique Pimenta publicou em 2012 o livro de fesceninos (versos eróticos) “99 Sonetos sacanas e 1 canção de amor”. Em 2019 veio a experiência com poesia contemporânea no livro “Alcácer-Quibir” que reuniu poesias publicadas em seu blog, o Bar do Bardo, desde 2010.

Como contista Henrique Pimenta publicou “Ele adora a desgraça azul” em 2016, livro que foi agraciado com o Prêmio Guavira em sua edição especial, “MS 40 anos”, em 2017. O livro reúne 23 contos com pessoas normais, de acordo com o autor, em tramas que se passam no Mato Groso do Sul.

Em 2021 Henrique Pimenta lançará a coletânea “Compêndio de evisceração” pela Editora Chiado no Brasil, em Portugal, Angola e Cabo Verde. “Compêndio de evisceração” reúne 17 contos, trabalhados no período de aproximadamente 6 anos, até atingir o formato ideal, no final de 2020. A grande maioria das tramas se passa em ambientes confinados, com personagens em situações limite, à beira de cometerem atos irresponsáveis; aspectos que aproximam bastante os contos ao momento atual de pandemia, pelo qual o mundo inteiro vem sofrendo.

Henrique Pimenta privilegia em seus contos o espaço urbano de Campo Grande e de algumas cidades do interior do MS. Em seus contos o leitor campo-grandense se encontrará em locais do seu cotidiano como a avenida Afonso Pena, a Zahran e a torre da TV Morena, o asilo Dom Bosco, a praça Itanhangá, a Santa Casa, a Igreja Nossa Senhora de Fátima, a UFMS, o Hotel Gaspar e outras tantas referências da capital como sebos, condomínios e locais marcados por crimes que ocupam o imaginário da capital.

Em termos de estilo, Henrique Pimenta mescla técnicas literárias e cinematográficas como o leitor poderá observar nos contos “Camerata”, “Do ponto de vista da câmera” e “Estilística das entranhas”. Outra presença forte nos textos é da música que vai do Hard Rock do “Motörhead” ao psicodelismo dos “Mutantes” passando pelo Jazz de Thelonious Monk e as letras inspiradas de Aldir Blanc, sem esquecer do inusitado encontro entre “Galinha pintadinha” e a banda de grindcore sul-mato-grossense “Dor de ouvido”.

O prefácio de “Compêndio de evisceração” é do professor Fábio Dobashi Furuzato e o posfácio de João Carlos Costa. Na orelha Mariana Miranda dá uma ideia do que o leitor encontrará nos contos no interior do livro. A prosa considerada perturbadora por muitos não é indicada para pessoas com sensibilidade à flor da pele, tanto que o livro é para maiores de 16 anos.

Lançamento:

Data: 18 de março, quinta-feira
Horário: 19h
Local: SESC Cultura – Av. Afonso Pena, 2270

O livro pode ser adquirido nas seguintes lojas virtuais em formato impresso ou em ebook:

Amazon – capa comum / kindle
Livraria Martins Fontes
Livraria da Travessa
Livraria Cultura – capa comum / ebook
Kobo (e-book)
Google Books

Foto em destaque: Divulgação.

Sintonize – Apresentado por Celito Espíndola e com produção de Gilson Espíndola e Daniel Rockenbach, Na Cadeira do DJ vai ao ar às segundas, quartas e sextas-feiras, das 11h às 12h30, na Educativa 104.7 FM, podendo ser acompanhado também pelo Portal da Educativa (na aba Ouvir a Rádio) ou em formato podcast no Spotify e demais agregadores. O programa Na Cadeira do DJ também está no facebook e no instagram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *