plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM Educativa [ AO VIVO ]

27 de janeiro de 2023 - 04:46

Museu de Arqueologia da UFMS programa atividades à comunidade

Professor e técnicas do Museu de Arqueologia (MuArq) da UFMS realizam uma série de ações para ampliar o acesso ao acervo neste momento de isolamento. Entre elas estão projetos de extensão e ciclo de palestras on-line com abertura para a participação da comunidade. Novos projetos já estão sendo programados para agosto, como o lançamento de um informativo audiovisual e novos eventos virtuais.

A arqueóloga coordenadora do museu Lia Brambilla disse que, apesar da impossibilidade das visitas e atividades presenciais no MuArq neste momento, toda a equipe trabalha para que a comunidade continue se valendo do acervo e demais ações do museu para o desenvolvimento e compartilhamento de conhecimentos. Além de Lia atuam no MuArq o docente pesquisador Carlos Eduardo Campos, a técnica Laura Duarte, estudantes bolsistas da UFMS e da Fapec e o pró-reitor de Extensão, Cultura e Esportes, Marcelo Fernandes.

Projetos

O programa de extensão “Catalogação e organização de objetos do acervo do Museu de Arqueologia da UFMS: novos horizontes no processo de formação dos estudantes de História” teve início em julho deste ano. “Além de outras ações previstas para um momento posterior a este de isolamento, realizaremos agora por meio do programa de extensão palestras virtuais com professores e técnicos da UFMS e de outras instituições de ensino do Brasil e de outros países”, explicou Lia Brambilla. A primeira atividade foi em maio com a palestra “Repatriação das Peças Egípcias – o caso do museu de Turim”, com a professora Karine Costa, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

A programação dos ciclos de palestras está em desenvolvimento e deve ser divulgada nas redes sociais do MuArq. O programa de extensão está vinculado ao grupo de Pesquisa em Arqueologia, Educação e Patrimônio Cultural do MuArq, que está em elaboração e é liderado por Carlos Campos, Lia Brambilla e Laura Duarte.

Outra ação é o desenvolvimento de técnicas de catalogação e sistematização do acervo arqueológico, por meio do projeto “Salvamento arqueológico nas obras de implantação da Usina Hidrelétrica São Domingos e Linha de Transmissão UHE São Domingos – Água Clara, MS”. Iniciado em setembro de 2019 o projeto é realizado em parceria com a Eletrosul/Fapec. “Ele abrange a numeração individual das peças, o registro fotográfico individual com escala, descrição, classificação da tipologia do material, pesagem, medição, descrição do estado de conservação e observações, além dos mapas com as coordenadas geográficas de localização das peças, que são cerca de 21.000”, informou a arqueóloga coordenadora do MuArq.

A equipe também realiza o projeto “Base de dados Samburá”, iniciado em 2017. “A base irá conter informações de todos os sítios arqueológicos e peças arqueológicas que foram salvaguardadas pela equipe do MuArq em 30 anos de trabalho. O intuito é que a base possa ser acessada por professores e pesquisadores de órgãos públicos das esferas federal, estadual e municipal”, apontou o professor Carlos Campos.

E por fim a novidade idealizada para promover ainda mais a aproximação entre comunidade e museu é a elaboração de um informativo sobre as peças do acervo e os sítios arqueológicos de MS. “O ‘Momento MuArq’ será uma produção audiovisual, que vamos disponibilizar quinzenalmente a toda a comunidade via redes sociais”, anunciou o docente.

O site do Museu de Arqueologia da UFMS é https://muarq.ufms.br/, na página é possível realizar um tour virtual em 360º pelo local e obter mais informações.

 

Texto: Ariane Comineti – Fotos: Lia Brambilla e Laura Duarte

Universidade Federal do Mato Grosso do Sul/ UFMS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *