plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

19 de maio de 2024 - 10:15

Mais de 137 mil carteiras de identidade foram emitidas no ano passado em MS

Ao longo de 2015 o Instituto de Identificação emitiu em todo o Estado mais de 137 mil novas carteiras de identidade, uma média mensal de mais de 11 mil documentos emitidos, 53,3 mil deles expedidos só em Campo Grande.

O Registro Geral, ou RG como é mais conhecido é indispensável para todo cidadão, por ser o principal documento de identificação em todo o País e tem por finalidade comprovar a identidade de uma pessoa. Além disso, para expedir outros documentos, como a carteira de trabalho e o passaporte, por exemplo, é necessário possuir o RG, e sem ele não é possível abrir conta em bancos, prestar concursos públicos, realizar o alistamento militar, etc.

Em Mato Grosso do Sul a emissão da Carteira de Identidade é de responsabilidade do Instituto de Identificação Gonçalo Pereira, sendo todas as primeiras vias ou primeiras emissões gratuitas. De acordo com o diretor do Instituto, Rubens Cyles Pereira, as segundas vias são cobradas e há apenas algumas exceções para a gratuidade.

“Em caso de extravio todas as pessoas devem pagar quatro UFERMS pela segunda emissão do documento, a exceção é apenas para pessoas vítimas de roubos e furtos, com a apresentação do Boletim de Ocorrência registrado na Polícia Civil e comprovadamente carentes”, explica.

A copeira Ednilda São José da Paixão Leite, 34 anos, vai aproveitar o período de férias para regularizar a Carteira de Identidade  e também para fazer o documento para os três filhos. Ela divorciou no ano passado, mas ainda carrega no RG o nome do ex-marido. “Vou fazer outra identidade para voltar a assinar o nome de solteira e aproveitando a oportunidade, agendei para fazer o RG dos meus três meninos, para eles terem uma identidade”, diz.

No caso da Ednilda, a segunda via do documento será emitida para alteração de nome e assim como em casos de extravios são cobrados 4 UFERMS, ou R$ 88,96, já que hoje cada UFERMS (Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul) é de R$ 22,24.

Agendamento On-Line

Em grande parte dos municípios do Estado o RG é feito através do agendamento on-line, ou seja, pela Internet e para ter acesso ao atendimento eletrônico, o usuário deve acessar o endereço http://servicos.sejusp.ms.gov.br/ , escolher o posto mais próximo ou o local que tiver a data desejada, preencher o formulário e confirmar o agendamento.

Na página que pode ser acessada também pelo site da Sejusp (www.sejusp.ms.gov.br), clicando no banner do RG, o cidadão será informado também sobre a relação de documentos necessários para obtenção da nova identidade ou da segunda emissão e receberá por e-mail a confirmação do agendamento, com data, hora e o protocolo de agendamento do atendimento, com código de barras.

De acordo com o diretor do Instituto de Identificação não há uma idade mínima para tirar o documento, que pode ser feito a qualquer tempo. “Hoje as pessoas estão tirando o documento de identidade cada vez mais cedo, as mães trazem os bebês para fazer o documento pela facilidade de carregar o documento e por ser obrigatório para o acesso a vários serviços”, finaliza Cyles.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *