plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

24 de maio de 2024 - 10:40

Grupo espanhol investe R$ 8,5 bi em fazenda de energia solar em MS

Com 3,5 mil hectares de painéis solares e capacidade para gerar 2,5 gigawtts de energia elétrica, a maior fazenda de energia solar do Estado deverá ser consolidada com investimentos na ordem de R$ 8,5 bilhões do grupo espanhol Solatio Energia.

O anúncio foi feito nesta terça-feira (18) durante reunião com representantes do grupo e com o governador Eduardo Riedel, no estande do governo do Estado montado na 83ª Expogrande, em Campo Grande. O secretário Jaime Verruck, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semadesc), também participou do encontro.

Para o governador Riedel, o anúncio é resultado da confiança que o Estado tem conquistado. “Esse é o Mato Grosso do Sul caminhando com investimento privado, com pessoas que confiam no Estado para que a gente tenha geração de energia limpa, rumo a 2030, com o Estado Carbono Neutro”, afirmou. De acordo com ele, essa é uma mudança de paradigma.”É uma usina gigante, uma das maiores do Brasil, aqui em Mato Grosso do Sul”, frisa.

Já o secretário Jaime Verruck lembrou o histórico das negociações do Governo do Estado com a Solatio Energia para a viabilização do empreendimento e ressaltou o alinhamento da proposta com o MS Renovável, um dos instrumentos da administração estadual para atingir a meta de tornar o território sul-mato-grossense Carbono Neutro em 2030.

“Essas negociações do Governo do Estado com a Solatio começaram em 2016 e hoje se concretizaram com o anúncio da viabilização do empreendimento. Esse é um investimento fundamental para a nossa política de incentivo à geração de energia limpa e renovável em Mato Grosso do Sul”, destaca Jaime Verruck.

Presidente da Solatio Energia, Pedro Vaquer informou que o investimento tem como parceiro a empresa Tradener, que fará a comercialização da energia gerada junto ao mercado livre de energia elétrica. As obras para instalação das placas solares iniciam em setembro deste ano.

“Temos um contrato para início da geração em janeiro de 2025. O conjunto de placas em Cassilândia será conectado à estação de Chapadão do Sul, e o de Paranaíba se conecta com a estação de Inocência. Essa é uma parceria com o Governo do Estado. Mato Grosso do Sul merece um investimento dessa envergadura”, finaliza Pedro Vaquer.

Com informações da assessoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *