plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

12 de abril de 2024 - 14:27

De família simples, bonitense sonha em gravar primeiro CD e cantar com ídolos

Fã de Gustavo Lima, Michel Teló, Loubet e outros grandes cantores, que um dia tocaram ‘ali no barzinho da esquina’, o bonitense Lucas Ajala também corre atrás do tão sonhado ‘sucesso’, que, aliás, pareceu um pouquinho mais próximo depois de lançar sua primeira música na internet e conquistar mais de 8 mil visualizações em pouco mais de uma semana.

Filho do Seu Valdinei, que ganha à vida fazendo calçadas na cidade de Bonito (MS), e da Dona Marilu, que divide entre o trabalho na lavanderia e os cuidados com os três filhos, o garoto não conseguiu conter a emoção ao ouvir sua voz ecoando no rádio pela primeira vez. “Eu só chorei, porque eu não esperava isso, mesmo torcendo, me esforçando e correndo atrás, a gente nunca sabe se vai dar certo”, relata.

A música em questão, intitulada ‘Sei não de nós’, é fruto de um trabalho em conjunto, que levou mais de um ano para ficar pronto. “A letra é do Patrik Lima, com ajuda do Jones Figueiredo, que também toca comigo. A gravação foi feita no estúdio do Marcio Leite. Outro grande companheiro, que acreditou no meu talento e não me cobrou nada para gravar o clipe” explica Lucas.

Com a repercussão na internet os resultados começaram a aparecer, e na mesma semana do lançamento a música já foi tocada nas rádios da cidade. Alguns dias depois Lucas estava dando entrevista aos meios de comunicação e também conseguiu emplacar seu clipe na programação da TV Educativa.

O garoto, que aprendeu a tocar violão sozinho, agora sonha em gravar seu primeiro CD e quem sabe, até cantar ao lado dos ídolos em um show em que a estrela principal seja ele. Mas para isso acontecer, Lucas ainda vai precisar encontrar em seu caminho outras pessoas dispostas a ajudar, já que o custo de uma gravação, ainda que simples, está fora da realidade de sua família.

“Eu tenho que fazer meu CD mais não tenho condições ainda. Tenho que achar um produtor ou empresário que queira me ajudar nesse começo, porque o valor que eu levantei, de uma gravação simples, que no caso seria acústico, é de aproximadamente R$ 10 mil”, detalha.

Essa semana ele até conseguiu uma entrevista na Capital, para apresentar sua música ao dono de uma produtora e pode até voltar de lá com notícias positivas. Se caso não der certo, também não faz mal. “Todo mundo acredita em mim. Meu pai, minha mãe. Então eu vou continuar trabalhando, cantando nos barzinhos e correndo atrás dos meus sonhos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *