plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM Educativa [ AO VIVO ]

2 de fevereiro de 2023 - 14:09

Com foco no combate ao tráfico e contrabando, Segurança Pública realiza congresso na Capital

Campo Grande (MS) – A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), através da Coordenadoria Geral de Policiamento Aéreo (CGPA), realiza nesta quinta-feira (13), no Novotel,  em Campo Grande, o III Congresso de Capacitação de Recursos Humanos para Identificação de Concorrência Desleal, Contrabando e Tráfico de Drogas.

O objetivo do Congresso é disseminar entre os servidores da Segurança Pública e dos órgãos fiscalizadores, conhecimento e práticas para a execução de ações seguras no enfrentamento a esses tipos de crimes, visando reduzir o número de ocorrências bem como os prejuízos causados ao Estado e o País.

A abertura do evento será realizada às 9 horas com  a presença do secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Sílvio Maluf. Às 9h30 será realizada uma demonstração com helicóptero, do trabalho que a CGPA realiza no combate à ilícitos na fronteira de Mato Grosso do Sul.

SONY DSC
SONY DSC

“Simularemos o patrulhamento aéreo com abordagem de veículo suspeito, sendo que a aeronave fará um pouso ao lado do Novotel e dela desembarcarão dois tripulantes, que são policiais e farão a abordagem e revista ao veículo, em seguida embarcam e o helicóptero decola, retornando em seguida para uma demonstração da utilização do rapel em abordagens”, explica o coronel Osnei Nazareth Duarte, coordenador da CGPA e organizador do evento.

Prejuízos do crime

Dados da Sejusp apontam que de janeiro a junho do ano passado foram apreendidas em Mato Grosso do Sul mais de 87 toneladas de drogas e, no mesmo período deste ano, esse número superou 120 toneladas, o que representa um aumento de mais de quase 40%. Já as apreensões de cigarros contrabandeados aumentaram mais de 234%. De janeiro a junho de 2014 foram pouco mais de 188 mil pacotes, no mesmo período de 2015 esse número saltou para 629 mil.

De acordo com o Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteira (Idesf), no Brasil, o prejuízo com o contrabando e descaminho nas fronteiras supera os R$ 100 bilhões por ano. O ranking é liderado por cigarros (67%), seguido de eletrônicos (15%), produtos de informática (5%) e vestuários (3%). Os prejuízos com perfumes e produtos de beleza contrabandeados são de 2%.

Fonte: Notícias MS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *