Cine Sesc leva a Corumbá títulos que falam sobre preconceitos

Compartilhe:

Preconceito racial e étnico em discussão na seleção que o Sesc Corumbá preparou para o Cine Sesc de setembro. As sessões são gratuitas e ocorrem sempre às quartas-feiras às 19h30 e aos sábados às 15 horas.

No primeiro sábado do mês, 01, o título em exibição será o drama brasileiro “Era o Hotel Cambridge”, dirigido por Eliana Caffé. Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que lidar com seus dramas pessoais e aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas

Na quarta, 05 e sábado, 08, será exibido o documentário “Eu não sou seu negro”, dirigido por Raoul Peck. O escritor James Baldwin escreveu uma carta para o seu agente sobre o seu mais recente projeto: terminar o livro Remember This House, que relata a vida e morte de alguns dos amigos do escritor, como Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King Junior. Com sua morte, em 1987, o manuscrito inacabado foi confiado ao diretor Raoul Peck.

Nos dias 12 e 15 de setembro, o longa “Fátima”, dirigido por Philippe Faucon, traz a história de uma mulher que cria sozinha as duas filhas: Souad, de 15 anos, adolescente rebelde; e Nesrine, de 18 anos, começando os estudos de medicina. Ela não fala bem francês, o que frustra sua comunicação com as filhas, mas ainda assim ambas são a razão para que ela siga em frente. Um dia, em seu emprego como empregada doméstica, ela cai de uma escada. Convalescendo, escreve em árabe tudo o que nunca conseguiu dizer às filhas em francês.

Dias 19 e 22 tem Martírio, longa brasileiro com direção de Vicent Carelli; Ernesto de  Carvalho e Tita. O documentário traz uma análise da violência sofrida pelo grupo Guarani Kaiowá, uma das maiores populações indígenas do Brasil nos dias de hoje e que habita as terras do centro-oeste brasileiro, entrando constantemente em conflito com as forças de repressão e opressão organizadas pelos latifundiários, pecuaristas e fazendeiros locais, que desejam exterminar os índios e tomar as terras para si.

Encerrando a seleção de setembro, nos dias 26 e 29 será exibido “Guerra do Paraguay”, dirigido por Luis Rosenberg Filho. Nessa metáfora poética sobre uma guerra sangrenta, um fato inesperado se torna real: um encontro do passado com o presente, da barbárie com a arte. Um soldado vindo da Guerra do Paraguay se encontra uma trupe de teatro dos dias de hoje.

Serviço – O Sesc Corumbá fica na rua 13 de junho, 1703 – Centro. Informações pelo telefone (67) 3232-3130. Acompanhe a programação do Sesc no site sesc.ms

FONTE: Sesc MS


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *