plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

24 de maio de 2024 - 13:36

Camila Jara avalia Capital, foco da gestão Lula e Congresso

Entrevistada nesta terça-feira (4 de abril) no Rádio Livre, transmitido ao vivo pela Rádio 104, 7 FM Educativa, a deputada federal Camila Jara (PT) comentou sobre Campo Grande, a gestão federal a uma semana dos 100 dias e projetos no Congresso e na política. 

Com seu nome lançado como uma das opções do partido para a Prefeitura de Campo Grande, Camila Jara avalia que o momento agora é de dedicação plena à Camara dos Deputados. “É necessário discutir como uma Capital tão rica tem tanta desigualdade e entender que tipo de cidade queremos. Entendo que o PT terá um bom quadro para debater. Mas neste momento quero discutir projetos no Congresso Nacional”.

Dentre os principais problemas da Capital, o transporte público, para a deputada federal, é uma questão estrutural nacional cuja solução não é simples. “É necessário dar uma guinada neste modelo e priorizar outros modais, como bicicletas, ônibus e trens, tanto urbanos como as malhas nacionais. O que vejo em Campo Grande é uma falta de ação do consórcio e da Prefeitura. Planejamento é feito com experiência científica, exata, e é necessário mudar a forma de gestão”, avalia.

Sobre os – quase – 100 dias do governo do do presidente Lula, Camila Jara avalia como positivos. “Tivemos Bolsa Família nos moldes antigos, volta do Minha Casa Minha Vida. Recebo muitos prefeitos que querem aderir ao programa habitacional. São pontos muito positivos. O Governo diz para onde está olhando. Mas ainda é cedo. Estamos votando ainda medidas provisórias do governo antigo. Ainda há muito a fazer”. 

A deputada federal elogiou o projeto da nova âncora fiscal, que orienta os gastos e investimentos do governo federal e que deve ser votado nos próximos dias pelo Congresso. Para Camila Jara, era notório que o país precisava de um outro modelo fiscal e o projeto que o governo propõe é de investimentos sociais amplos, garantindo fôlego e um ambiente positivo ao investidor do setor produtivo, não o puramente rentista. 

O projeto, porém deve ser acompanhado de uma reforma tributária. “Os que ganham menos pagam proporcionalmente mais impostos do que aqueles que ganham mais”, explica a deputada, que garante que as medidas para equalização estão no radar do governo.

Camila Jara também reafirmou que uma de suas prioridades – juntamente com a bancada feminina no Congresso – é o debate em torno de um projeto de acolhimento de crianças órfãs em função de feminicídios. Segundo ela, todas s deputadas de todos os partidos, querem pressa na apreciação da matéria. 

Confira a entrevista completa no Rádio Livre desta terça-feira (4 de abril):

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *