plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

24 de junho de 2024 - 03:33

Brasil Central: Reinaldo propõe que Caravana da Saúde se estenda aos demais estados

Para fortalecer a política de saúde para as pessoas mais necessitadas e diminuir a fila de anos de espera para atendimento médico, Reinaldo quer ampliar alcance da Caravana da Saúde

No fechamento dos trabalhos do consórcio Brasil Central, nesta sexta-feira (3) em Goiânia, o governador Reinaldo Azambuja sugeriu que o programa Caravana da Saúde se torne pauta do consórcio e, com isso, se fortaleça como ferramenta para o atendimento público de saúde.

O governador ressaltou as dificuldades que o Mato Grosso do Sul e Mato Grosso enfrentaram para iniciar os atendimentos devido ao corporativismo de alguns setores que não têm interesse de que políticas públicas dessa natureza avancem.

“A gente enfrenta um corporativismo enorme de segmentos que não querem que a saúde pública avance para atender as pessoas que precisam. Minha proposta é pensarmos o programa Caravana da Saúde em nível de consórcio, isso pode até gerar uma lógica que barateie esses serviços nas contratações, uma lógica de rodada das especialidades e isso com certeza seria um ganho coletivo”, ponderou.

Segundo o governador Reinaldo, o Ministério da Saúde lançou um pacote de investimentos de R$ 584 milhões justamente para a contratação de cirurgias eletivas, com a adesão dos demais estados do consórcio, a possibilidade de montar um planejamento nos moldes da Caravana da Saúde ganharia mais força para uma parceria com a União.   “O objetivo é atender a demanda reprimida e atender a população que precisa de uma cirurgia ou exames. Então, deixo essa proposta para os demais gestores do consórcio”, finalizou.

União

O governador Reinaldo Azambuja também defendeu que os Estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Rondônia e o Distrito Federal intensifiquem a união nas políticas de desenvolvimento da região do Centro-Oeste. Segundo ele, o mundo não tem muitas opções para o setor produtivo e a região brasileira é beneficiada nesta área.

“Temos que olhar com uma lógica de desenvolvimento regional, que muitas vezes é esquecida, e que antes trabalhava isoladamente. Eu acho que o Brasil Central nos aproxima de uma busca de soluções integradas em inúmeras áreas. Gestão pública, desafios, avanço digital, integração, procedimentos e regramentos de contratação que normatização de servidor público devem ser pauta de todos os participantes do consórcio”, disse.

Para Reinaldo Azambuja, o Centro Oeste brasileiro está numa situação favorável, já que a vocação econômica da região deve ser cada vez mais valorizada. “A demanda mundial que está apresentada fará do Centro Oeste o grande ganhador porque o mundo precisará dobrar a produção de alimentos, fibras e energias e não haverá mais espaço para isso”.

A importância da construção de uma lógica de planejamento e inteligência dará aos Estados um futuro promissor, na avaliação do governador Reinaldo Azambuja.

Texto: Beatricce Bruno
Fotos: Chico Ribeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *