plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

19 de maio de 2024 - 09:46

Artista plástico Carlos Vergara promove momento de interação com população bonitense

O renomado artista plástico Carlos Vergara, que está em Bonito (MS) desenvolvendo o projeto ‘Imersões MS’ e tem como objetivo retratar os elementos da cultura da região da Serra da Bodoquena vai receber o público, nesta quinta-feira (17), para um bate-papo sobre arte contemporânea e sua experiência durante os dias de residência na região.

O encontro será às 18 horas, no auditório do hotel Pirá Miúna,onde a equipe está hospedada. O convite é aberto ao público e foi feito pelo coordenador do projeto, Carlos Bertão.

Vergara e Carlos Bertão, coordenador do projeto ‘Imersões MS’ (Foto: Alê Teixeira)

Em entrevista ao Portal da Educativa, Vergara destacou a importância de momentos de diálogo com o público, onde segundo ele, é possível conhecer novas perspectivas e aprender com outros artistas. “Eu não vou fazer conferência, porque não sou conferencista, o objetivo é trocar coisas. Conversar e dividir essa experiência. Você há de convir que um homem com 55 anos de vida profissional tem muita estrada, então é trocar ideias”, explica.

Em Bonito, o projeto conta com apoio da artista plástica Buga, que está auxiliando Vergara durante sua residência na cidade e do fotografo Alê Teixeira, que está registrando todas as etapas do trabalho, com objetivo de desenvolver, posteriormente, material divulgando essa experiência.

Vergara iniciou sua ‘imersão’ na última sexta-feira (11) e deve ficar na cidade por mais uma semana. “Previmos cerca de 11 ou 12 dias de residência artística no município e dois dias de conversas em Campo Grande, onde a gente aproveita a presença desse grande artista plástico aqui, para poder dividir um pouco da sabedoria e arte dele, principalmente com artistas plásticos do Estado e universitários”, detalha Bertão, ao acrescentar que está realizado um trabalho de divulgação intenso nas universidades.

Na Capital, as conversas serão nos dias 22 e 23, no auditório do Marco (Museu de Arte Contemporânea de MS). A primeira reunião conta com a participação de Alê Teixeira e Buga, que ajudam o artista a narrar um pouco da experiência na região da Serra da Bodoquena. E a segunda tem a presença ilustre de Maria Adélia Menegazzo e Priscilla Pessoa, para um bate-papo sobre Arte Contemporânea, seus estilos, escolas e movimentos.

A exposição das obras feitas em Mato Grosso do Sul está prevista para o segundo semestre de 2018 no Marco. “Esse tempo é muito bom, porque as coisas tem que ter uma lentidão boa para poder aprofundar. Do contrário é muito marqueteiro. Muito afobado, coisa para evento. Isso não é um projeto de evento passageiro, é um projeto de alguma coisa que possa ter densidade e deixar algo”, detalha Vergara.

O projeto ainda prevê uma terceira etapa, que seria a produção de material fotográfico e de vídeo que retratem a experiência. O projeto conta com o patrocínio do Fundo de Investimentos Culturais de Mato Grosso do Sul (FIC-MS).

Conversa com Vergara:

Data: 17/08/2017

Local: Auditório do Hotel Pirá Miúna, Bonito/MS

Horário: 18 horas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *