Ângelo Arruda lança CD “Água de Viver” no SESC Morada dos Baís

Acontece hoje (16) o lançamento do CD “Água de Viver” de Ângelo Arruda no Sesc Morada dos Baís, a partir das 19h.

O álbum é um projeto de Ângelo produzido por Otávio Neto e Gilson Espíndola e teve o apoio do Sesc de Mato Grosso do Sul e da Plaenge. Depois da aposentadoria como professor de Arquitetura da UFMS, Ângelo enveredou pela poesia com o livro “A Invenção do Silêncio” em 2017, trabalho que agora se fundiu com a música no processo de composição das 13 faixas do disco.

A ideia de um projeto musical veio depois da mudança para Florianópolis depois de 37 anos morando em Campo Grande. Nascido Pernambucano e reconhecido pelo trabalho como arquiteto e urbanista, Ângelo sempre teve relação com a música do MS pelas muitas amizades e o convívio com grandes nomes da terra como a família Espíndola, Geraldo Roca, Guilherme Rondom e outros tantos. Com a mudança de cidade veio a distância dos amigos do MS mas não o distanciamento da música já que na capital catarinense, Ângelo fez amizade com a banda Dazaranha que acabou encorajando o projeto que hoje se consolidou no CD “Água de Viver”.

Os músicos Gilson e Celito Espíndola entrevistaram Ângelo Arruda no programa Cadeira do DJ. (foto: Daniel Rockenbach)

“Água de Viver” surpreende o ouvinte pela diversidade musical apresentada. Celito Espíndola canta um samba com Joice Terra na faixa “Universo em Pedaços” enquanto Guilherme Rondom canta um bolero em “Dois Corações”. Apesar de ter composto todas as 13 faixas, Ângelo Arruda canta apenas a canção “Tudo ou Nada”, uma balada que reafirma a pluralidade musical do projeto que vai da polca rock ao pop, chamamé e o samba tradicional.

A faixa título do CD é cantada por Gilson Espíndola e foi o primeiro passo do projeto. A canção “Água de Viver” ganhou um clipe com mais de 14 mil visualizações no YouTube. O vídeo produzido pelo estúdio Vaca Azul e dirigido por Helton Perez foi apresentado para as empresas que apoiaram o projeto que contou com a participação de 28 músicos na gravação das 13 faixas.

Entrevistado no Cadeira do DJ ontem (15), Ângelo ponderou o paralelo entre a carreira como arquiteto com a música – “Fazer música e fazer arquitetura é muito parecido, eu vejo ambas caminhando paralelas no meu trabalho. Não se faz arquitetura nem música sem suor.”

Seguem as 13 faixas do CD “Água de Viver” com seus interpretes:

1.ANA – Ângelo Arruda e Chicão Castro
2.UNIVERSO EM PEDAÇOS – Ângelo Arruda e Gilson Espíndola, Celito Espíndola e Joice Moreno
3.ÁGUA DE VIVER – Ângelo Arruda e Gilson Espíndola
4.FAZ TEMPO – Ângelo Arruda e Jerry Espíndola
5.PRA TE AMAR – Ângelo Arruda e Galvão, Maria Alice
6.ENCANTAMENTO – Ângelo Arruda e Antônio Porto, Antônio Porto
7.TUDO OU NADA – Ângelo Arruda, Ângelo Arruda
8.DOIS CORAÇÕES – Ângelo Arruda, Guilherme Rondon
9.SINAIS DE AMOR – Ângelo Arruda, Maria Cláudia e Marcos Mendes
10.NO TOM DO AMOR – Ângelo Arruda e Chico Martins, Guga Borba
11.AMIGOS E AMIGAS – Ângelo Arruda, Américo e Nando
12.TRILHOS E TRILHAS – Ângelo Arruda e Zé Du, Zé Du
BÔNUS TRACK – CIDADE MAR – Ângelo Arruda, Chico Martins e Moriel Costa

Serviço: O lançamento acontece hoje (16), a partir das 19h, no Sesc Morada dos Baís. O CD estará disponível para compra durante o evento que ainda conta com uma palhinha de músicos que integraram o projeto.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *