plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

21 de abril de 2024 - 14:00

Alunos mostram talentos no 2º Concerto Erudito das Escolas Estaduais de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) – A Secretaria de Estado de Educação (SED) realizou nesse fim de semana o 2º Concerto Erudito das Escolas Estaduais de Mato Grosso do Sul, reunindo no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande, estudantes da Capital e de Guia Lopes da Laguna em apresentações emocionantes, com repertórios que foram de Beethoven a Pink Floyd, passando pelo tema de abertura da série “Game of Thrones”, e instrumentos musicais como violinos, flautas, violoncelos, tubas e tímpanos. “Este evento, para nós, representa tudo, podemos expor nosso trabalho com grande visibilidade”, destacou o professor de música da Escola Estadual Amando de Oliveira, Waldomiro Siqueira de Jesus.

Professor Waldomiro e a orquestra da EE Amando de Oliveira.
Professor Waldomiro e a orquestra da EE Amando de Oliveira.

O concerto apresentou o resultado do trabalho com o ensino da música, desenvolvido no projeto Cultura e Esporte nas Escolas Estaduais para contribuir com a inserção social de crianças e adolescentes por meio da prática de atividades artísticas e estimular a permanência na escola durante as atividades no contraturno escolar, além de desenvolver o autocontrole, espírito de equipe, solidariedade, cooperação e criatividade. “O projeto colabora até com a aprendizagem dos alunos, que ficam mais disciplinados, têm um bom desempenho pedagógico, benefício trazido pela música”, explicou a diretora da EE Manoel Bonifácio Nunes da Cunha, Silvana de Souza Ramos.

Silvana, diretora da EE Manoel Bonifácio Nunes da Cunha.
Silvana, diretora da EE Manoel Bonifácio Nunes da Cunha.

Convidada por uma amiga, Ludmylla Karen Vaz de Almeida, do 9º ano do ensino fundamental da EE Arlindo de Sampaio Jorge, começou a frequentar, em 2015, o projeto musical, para ser violoncelista. A ideia deu tão certo que a estudante até “batizou” seu instrumento e garante que hoje eles são inseparáveis, na verdade elas, como a estudante gosta de dizer. “Tento treinar todos os dias no meu violoncelo, chamado por mim de Marília. A música me acalmou e mudou meu jeito de pensar, até minha mãe agradece por eu ter entrado na orquestra”, contou Ludmylla.

Ludmylla: a música me acalmou e mudou meu jeito de pensar.
Ludmylla: a música me acalmou e mudou meu jeito de pensar.

Para a mãe de Ludmylla, a agente comunitária de saúde Roseli Vaz Silva, o projeto transforma os estudantes da Rede Estadual de Ensino. “Muitos desses estudantes são de comunidades carentes e não têm muitas oportunidades pela situação financeira das famílias. Muitas vezes, não podemos oferecer tudo o que queremos aos nossos filhos e este projeto de música fez a diferença na vida deles, como fez na vida da minha filha, com lições que vão levar par a vida inteira, minha filha hoje é mais calma, tem mais disciplina e pondera mais antes de tomar uma atitude”, explicou.

Para Roseli, a música transforma a vida dos estudantes.
Para Roseli, a música transforma a vida dos estudantes.

Participaram do evento as bandas e orquestras das escolas estaduais Amando de Oliveira, Amélio de Carvalho Baís, Manoel Bonifácio Nunes da Cunha, Olinda Conceição Teixeira Bacha, Maria Rita de Cássia Pontes Teixeira, José Mamede de Aquino e Arlindo de Sampaio Jorge, de Campo Grande; e Alziro Lopes, de Guia Lopes da Laguna.

img_1236

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *