plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM Educativa [ AO VIVO ]

7 de fevereiro de 2023 - 20:21

Agraer incentiva produtor a usar crédito e competir no mercado de alimentos

Crédito a juros abaixo da inflação, assistência técnica, tecnologia e logística de transportes podem impulsionar a produção da agricultura familiar, destacou nessa quinta-feira no Jornal do Rádio, da 104 FM, e Jornal da TVE, o superintendente da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão rural (Agraer), Enelvo Felini. Segundo ele, o pequeno e micro produtor precisam de estímulo para ganhar o mercado de alimentos e assim “obter lucros e contribuir para o crescimento da economia”.

Segundo Felini, o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) anuncia nessa sexta-feira o Plano Safra da Agricultura Familiar e o ponto que chama a atenção e deve ser difundido entre os produtores são as linhas de crédito. “São juros de 2,5% a 5,5% ao ano, quando o juro do cheque especial é de 10% ao mês, é incomparável”, destacou o superintendente da Agraer. O Governo Federal está disponibilizando R$ 29 bilhões para a agricultura familiar em todo o País.

De acordo com a Agraer, Mato Grosso do Sul tem 80 mil pequenas propriedades e o colono, como se diz no Rio Grande do Sul, está se modernizando para ganhar o mercado. “Todas as condições são favoráveis, o produtor precisa pegar esse dinheiro no Banco do Brasil para produzir mais, obter lucro. Acredito que com a tecnologia e a boa produtividade que é uma das maiores do Brasil

De acordo com Enelvo Felini, a produção da agricultura familiar em Mato Grosso do Sul está assentada nas lavouras de mandioca, tomate, cebola, arroz, feijão, leite, frango caipira e outros produtos que compõem a dieta alimentar, mas o mercado interno ainda é muito dependente da importação de alimentos vindos de São Paulo, Minas, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, como a banana. “Precisamos ampliar. Na região de Sidrolândia, em Dois Irmãos do Buriti, há 200 hectares de banana”, disse. A dependência de importação da fruta corresponde a 95% da demanda. Cerca de 80% ds produtos comercializados na Central de Abastecimento (Ceasa), são importados de outros Estados.

Entre os estímulos à produção familiar, há uma lei federal determinando que pelo menos 30% da merenda das escolas públicas saiam da agricultura familiar. O estímulo, por meio da obrigação da diversificação das compras governamentais para garantir a destinação de 30% dos produtos da agricultura familiar consta do Plano Safra a ser anunciado nessa sexta-feira, indicando não apenas as escolas no preparo da merenda, mas também outros órgãos e entidades da administração pública direta.

O Plano traz também medidas de ampliação da cobertura do seguro agrícola, expansão dos mercados, regularização da agroindústria familiar e criação de um programa de apoio às cooperativas, entre outros incentivos.

Mas os grandes suportes, segundo o superintendente da Agraer são os juros baixos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e os recursos para a assistência técnica e extensão rural.

Reuniões no interior

“A orientação do governador Reinaldo Azambuja é para que a Agraer e todos os órgãos envolvidos no setor produtivo garantam todo o suporte à economia familiar, por isso vamos cumprir um calendário de reuniões no interior para incentivar o agricultor familiar”, anunciou Felini. Segundo ele, a Agraer vai promover reuniões para detalhamento do Plano Safra e medidas do Governo Estado em reuniões em dourados (4/8), Amambai (5), Mundo Novo (6), Ivinhema (7), Inocência (10), Rio Verde (12), Jardim (13) e Campo Grande (14).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *