plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM Educativa [ AO VIVO ]

30 de março de 2023 - 04:42

A Voz Indígena estreia na TVE Cultura em 2019

Sidney Terena já participou de coletiva com o governador pela TVE Cultura. (Foto: Pedro Amaral)
Sidney Terena já participou de coletiva com o governador pela TVE Cultura. (Foto: Pedro Amaral)

Com o microfone da TVE Cultura nas mãos, coube a Sidney Terena dar o tom da entrevista concedida pelo governador Reinaldo Azambuja na manhã desta terça-feira (20), na sede da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, logo após referendo do Executivo ao Plano Estadual de Políticas Públicas para os Povos Indígenas de Mato Grosso do Sul. Sidney é editor do site e do programa A Voz Indígena, voltado para essa significativa parcela da população estadual e que, a partir de 2019, estará na grade da emissora pública sul-mato-grossense.

A Voz Indígena é uma iniciativa muito importante para integração e informação dos povos indígenas tradicionais de Mato Grosso do Sul, muitas vezes à margem dos veículos de comunicação. Hoje atuam de forma autônoma, mas quase experimental. A intenção é que, já no ano que vem, possam contar com uma melhor estrutura para produção e exibição”, destacou Bosco Martins, diretor-presidente da Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul).

Bosco Martins, Sidney Terena e Emerson Silva: A Voz Indígena chega à TVE Cultura no ano que vem
Bosco Martins, Sidney Terena e Emerson Silva: A Voz Indígena chega à TVE Cultura no ano que vem. (Foto: Pedro Amaral)

Além de Sidney, a produção de A Voz Indígena conta com Edson Souza e de Emerson Silva, este servidor da TVE Cultura. Todos têm origem terena e abraçaram a possibilidade de criar um veículo sintonizado com a população indígena. “A iniciativa nasceu dentro dessa realidade geral e do fato de acreditarmos que a mídia é um espaço importante para divulgar ações, atividades e as demandas dos indígenas em Mato Grosso do Sul”, afirmou Sidney, que é jornalista formado.

Segundo ele, o espaço na TVE Cultura permite não apenas levar a mensagem do programa mais longe, mas também mostrar à sociedade em geral “quem são, o que pensam e o que fazem os povos indígenas do Estado. Sua cultura, as artes, o dia a dia, enfim, mostrar suas especificidades”. Sidney reforça, ainda, que a televisão permitirá que a mensagem cheguem a povos mais distantes, como os guatós e kadiwéus –na região de fronteira com o Paraguai. “Com um veículo de comunicação, todos estão interligados”.

Bosco Martins reforçou que A Voz Indígena será integrado a um programa de estágios da TV Cultura de São Paulo –à qual a TVE Cultura é afiliada–, “que vai permitir à sua equipe, por meio de estágio, aprimorar a linguagem do programa”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *