plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

TVE Cultura e MIS são laboratórios da identidade cultural do Estado, diz Bosco Martins

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Dirigente da Fertel destaca, em live sobre curso de documentário, o enorme acervo da TVE Cultura e arquivos do Museu da Imagem e do Som como importantes laboratórios da “genética” cultural de Mato Grosso do Sul

Bosco Martins (dir) e Carlos Diehl (Foto: Reprodução)

O processo como foi se moldando a identidade cultural do Estado pode ser entendido quando se mergulha na história de Mato Grosso do Sul. E muito da história está registrada e preservada por meio das produções audiovisuais. Essas produções retratam como os componentes da genética cultural – a música, a dança, artes plásticas, cinema, artesanato, gastronomia e festas populares – influenciaram no processo de afirmação da identidade cultural.

Apontando para esse viés o diretor-presidente da Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa (Fertel), jornalista Bosco Martins, destacou a importância da iniciativa de parceria da emissora com o MIS (Museu da Imagem e do Som) para oferecer curso de documentário, estimulando a produção audiovisual com foco no “DNA histórico-cultural”.

Marinete Pinheiro, Carlos Diehl e Bosco Martins, Caciano Lima e Gustavo de Arruda Castelo, em live sobre curso de documentário (Foto: Reprodução)

“As produções audiovisuais nos mostram que a formação cultural do sul-mato-grossense está associada à diversidade cultural e ambiental. A música, o teatro, a dança, o cinema, artesanato, artes plásticas e a culinária são fortes componentes da nossa identidade, por isso a produção audiovisual tem muita importância no registro da história, em todos seus processos, social, econômico e cultural”, disse o jornalista Bosco Martins, lembrando da escritora e historiadora Glória Sá Rosa, que defendia a documentação das manifestações, das tradições e costumes e do desenvolvimento social como elementos da identidade cultural do Estado.

O presidente da FCMS, Gustavo de Arruda Castelo, afirmou que o incentivo à produção audiovisual fortalece o movimento cultural, enriquece o patrimônio histórico e também cria oportunidades para a formação de profissionais nas áreas de comunicação e arte. Segundo ele, as artes, os movimentos sociais e as manifestações populares motivam a integração de culturas e todos esses elementos se constituem na memória do Estado, que tem uma identidade bastante singular. 

Para o gerente de Patrimônio Cultural da FCMS, Caciano Lima, mesmo sendo um estado novo, MS tem uma cultura muito rica e algumas produções ficam soltas e até se perdem, daí a importância da parceria da TVE Cultura e MIS para a preservação da memória. Ele destacou o papel do museu e da emissora como “salvaguardas” do acervo cultural e a iniciativa de estimular a produção audiovisual com o resgate de fatos, eventos e manifestações registrados e arquivados.

“Nossa proposta é que os participantes utilizem suas caixinhas de recordações, suas memórias juntamente com os acervos do MIS e da TVE para contarem suas histórias. Porque a sociedade se constrói com pessoas comuns e suas histórias, que devem ser compartilhadas para que tenhamos um entendimento melhor em que sociedade vivemos”, diz a coordenadora do MIS, Marinete Pinheiro.

O curso de documentário

  • MS em Imagens e Sons é fruto do Prêmio Darcy Ribeiro do Instituto Brasileiro de Museu (IBRAM) recebido neste ano pelo Museu da Imagem e do Som, em reconhecimento à ação educativa desenvolvida em 2017 com o curso de documentário MS 40 anos em Histórias Cinematográficas. 
  • O curso será ministrado por Marinete Pinheiro (coordenadora do MIS) e Carlos Diehl (produtor executivo da TVE Cultura MS). A ideia é produzir filmes documentários utilizando material de arquivo/acervo do MIS e da TVE, incentivando nesse trabalho a utilização também de registros fotográficos, objetos de época, vídeos e depoimentos dos habitantes. As inscrições vão até 18 de dezembro e a lista dos 30 selecionados será divulgada em 15 de janeiro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3316-9140 ou email mis.de.ms@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.