plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Onça que fugiu duas vezes do Cras tem história contada em curta-metragem

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Resgatada ainda filhote, uma onça pintada fugiu por duas vezes do Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) em Campo Grande e ocupou, entre o fim de 2010 e o início de 2011, o noticiário regional. A fujona mostrava ali sua vontade de vivenciar a liberdade. Mas como deve ter sido, para o animal, passar por essa situação?

Uma interpretação dessa história será exibida nesta terça-feira (11), no Sesc Cultura, em Campo Grande. Com 20 minutos, o curta-metragem “Fujona em busca da liberdade” reconstrói os fatos, mas sob o ponto de vista da onça-pintada. Baseiam o roteiro reportagens de veículos de comunicação que, entre outubro de 2010 e fevereiro de 2011 noticiaram as duas fugas –a TVE Cultura, TV Morena e a TV MS colaboraram com a produção cedendo imagens.

Equipe que atuou na produção de "Fujona"
Equipe que atuou na produção de “Fujona”

A onça foi resgatada na região de Água Clara e trazida para o Cras. Por duas vezes, conseguiu escapar e se tornou notícia. Na narrativa, a câmera mostra na tela a perspectiva da onça, para permitir ao público vivenciar seus sentimentos e a busca da liberdade para aquele que é o maior felino das Américas: a onça-pintada, presente no imaginário popular, em mitos e lendas, símbolo de força que, mesmo assim, está ameaçada de extinção. Permitir uma reflexão sobre a relação entre o ser humano com a natureza e os animais está entre os objetivos de “Fujona em busca da liberdade”.

Equipes do Cras e Imasul ajudaram na produção do curta-metragem "Fujona em busca da liberdade"
Equipes do Cras e Imasul ajudaram na produção do curta-metragem “Fujona em busca da liberdade”

O curta tem roteiro e direção da jornalista Lu Bigatão Rios, sendo produzido com o apoio do FMIC (Fundo Municipal de Investimentos Culturais) de Campo Grande e apoio do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) e do Cras, que forneceram os espaços e técnicos para contar a história da Fujona. “Fujona” ainda contou com o trabalho de Rosiney Bigatão, Carlos Diehl, Fabrício Boges, Tatiana Varela, Fernanda Kunzler, Claudiney Pecois, Venise Paschoal e Marcelo Oliveira e da DOPE Áudio Design.

Lu Bigatão Rios, diretora e roteirista de "Fujona em busca da liberdade"
Lu Bigatão Rios, diretora e roteirista de “Fujona em busca da liberdade”

O lançamento de “Fujona” acontece nesta terça-feira, a partir das 19h30, no Sesc Cultura (avenida Afonso Pena, 2.270, Centro). A entrada é franca.

Ficha técnica:
Fujona em busca da liberdade
Direção e roteiro: Lu Bigatão Rios
Co-roteirista: Rosiney Bigatão
Assistente de direção: Carlos Diehl
Direção de fotografia e cenografia: Fabrício Borges e Tatiana Varela
Produção: Fernanda Kunzler e Claudinei Pecois
Som direto, trilha e pós-produção de áudio: DOPE Áudio Design
Edição: Carlos Diehl e Rosiney Bigatão
Colorização e vinhetas: Tatiana Varela
Design gráfico: Venise Pascoal de Melo
Fotografia: Marcelo Oliveira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *