plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

MS no Rádio: ministra Tereza Cristina avalia perdas de produtores afetados pela estiagem no Estado

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Campo Grande (MS) – Em entrevista exclusiva ao programa MS no Rádio da FM 104 Educativa na manhã desta quinta (13 de janeiro), a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, explicou sobre os encontros que serão realizados com produtores de Mato Grosso do Sul que tiveram a safra afetada pela estiagem dos últimos meses.

Aos jornalistas Joel Silva, Eva Regina e Ricardo Paredes, a ministra detalhou o plano do Ministério. “Temos produtores com até três safras impactadas. Eles possuem, além de prejuízo, problemas para regularização o crédito. Nosso objetivo, com esses encontros, é fazer um diagnóstico correto e detalhado. As informações serão avaliadas por todo o corpo técnico da nossa equipe, atendendo as mais diversas situações”.

De acordo com Tereza Cristina, as culturas mais afetadas foram a soja, o milho de primeira safra e o feijão, principalmente na Região Sul, com diversos graus de perda. “A perda em alguns estados pode ser compensada pela boa safra em outros. E a Companhia Nacional de Abastecimento, ligada ao nosso Ministério, irá atuar para que o não falte alimentos e insumos no país”, avaliou.

Viagem a Mato Grosso do Sul – Tereza Cristina visita nesta quinta (13)  propriedades rurais afetadas pela estiagem no Mato Grosso do Sul. A ministra se reúne com lideranças dos produtores rurais da região de Naviraí.

O encontro faz parte de uma série de visitas que a ministra realiza para verificar a situação de produtores rurais que foram prejudicados pela seca que atinge os estados do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, do Paraná e de Mato Grosso do Sul.

Integram a comitiva da Ministra na viagem aos estados: secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Guilherme Bastos;  presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Guilherme Ribeiro; presidente da Embrapa, Celso Moretti; diretor de Agronegócio do Banco do Brasil, Antônio Carlos Wagner Chiarello; subsecretário de Política Agrícola do Ministério da Economia, Rogério Boueri; chefe do Departamento de Crédito Rural e Proagro do Banco Central, Cláudio Filgueiras; e diretor de Cooperativismo e Acesso aos Mercados do Ministério da Agricultura, Márcio Madalena. 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *