Governo Presente mapeia mais de mil demandas em municípios de MS

Compartilhe:

A estimativa é de que até R$ 2 bilhões sejam aplicados nas 79 cidades, nas áreas urbanas e rurais

Depois de percorrer seis regiões de Mato Grosso do Sul colhendo demandas de prefeitos e demais lideranças municipais, o programa Governo Presente chega ao fim nesta sexta-feira (22) em Dourados. Em três meses de atendimentos, de setembro a novembro, mais de uma mil demandas dos municípios foram mapeadas nas áreas de saúde, educação, segurança pública e, em especial, infraestrutura.

Agora, com as reivindicações em mãos, o governador Reinaldo Azambuja, o vice, Murilo Zauith, e a equipe técnica do Governo preparam um planejamento de investimentos e obras para os próximos três anos (2020/2022). “Muitos dos pedidos serão atendidos, sem lado a ou lado b, apenas como lado da população”, afirmou o governador. A estimativa é de que até R$ 2 bilhões sejam aplicados nas 79 cidades de Mato Grosso do Sul, nas áreas urbanas e rurais.

Dividido em seis etapas, o Governo Presente passou por Três Lagoas, Rio Verde de Mato Grosso, Aquidauana, Campo Grande, Naviraí e Dourados. Nessas cidades, lideranças de 78 municípios apresentaram ao Executivo Estadual projetos de investimentos e parcerias. Para completar os atendimentos, o município de Miranda será atendido em reunião extemporânea na próxima segunda-feira (25), na governadoria em Campo Grande.

“Nosso objetivo com o Governo Presente foi identificar prioridades e transformar elas em planejamento e investimento. O Governo Presente foi isso: aproximação do Governo com as cidades e com as lideranças”, disse Reinaldo Azambuja. “O programa chega ao fim e o trabalho começa. Daqui sairá uma série de ações para os próximos três anos em Mato Grosso Sul para que a gente atenda as demandas da população”, completou o secretário de Estado e Governo, Eduardo Riedel.

O programa foi amplamente aprovado pelos prefeitos, que destacaram a gestão municipalista de Reinaldo Azambuja. Presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), o prefeito Pedro Arlei Caravina, de Bataguassu, destacou “a oportunidade que os executivos e legislativos municipais tiveram para tratar de assuntos relevantes com mais tempo e facilidade”.

“O governador nos recebeu muito bem com Governo Presente. Ele já foi prefeito e sabe das dificuldades dos municípios. O governador tem feito um governo municipalista dando atenção especial aos municípios de pequeno porte, como é o caso de Anaurilândia”, avaliou o prefeito Edson Takazono. “Sabemos da dificuldade de atender todas as cidades, pois o Governo tem a demanda dele. Mas saímos satisfeitos desse encontro, com pensamento muito esperançoso de que vamos ser atendidos”, completou o prefeito de Nova Alvorada do Sul, Arlei Barbosa.


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *