plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Desligar o celular na hora da prova e ler atentamente o edital podem salvar o candidato

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

 A leitura atenta do edital de qualquer concurso público pode ser a diferença valiosa no resultado de uma prova. Mas não é sobre conteúdo que estamos falando dessa vez. São sobre regras simples que passam despercebidas e podem significar até a eliminação do candidato, como deixar o celular ligado ou no modo vibrar, o que não é permitido durante a avaliação.

Neste domingo (17.2) mais de 24 mil pessoas vão realizar o concurso público, realizado pelo Governo do Estado, para o cargo administrativo de profissionais da Educação Básica de Mato Grosso do Sul. Dicas podem parecer clichês, mas vale a pena conferir.

“Já vi candidatos serem eliminados por coisas que não estavam relacionadas ao conteúdo. Recentemente um rapaz fez a prova com uma caneta, que deveria ser de material transparente, mas tinha na ponta um material branco. Quando os fiscais perceberam, ele já estava no meio da prova e ele foi eliminado”, conta o proprietário de um cursinho em Campo Grande, Onei Fernando Savioli.

Acostumado a dar orientações aos concurseiros, Onei ressalta que é primordial saber o que pode ou não ser feito na hora da prova. “O edital deve ser lido com muita atenção, especialmente os itens que descrevem o momento do concurso. Tem gente que esquece de desligar o celular ou deixa o aparelho para vibrar. Quando o fiscal perceber que existe algum aparelho eletrônico ligado, o candidato será eliminado porque existem diversas regras rígidas sobre a questão da tecnologia”. E completou: “Hoje também existem alguns relógios que não podem ser usados”.

Em outra situação de eliminação, o aluno foi desclassificado nos trâmites que antecederam a prova de aptidão física, já que o documento que ele deveria apresentar não estava totalmente de acordo com as exigências do concurso, conta Onei. “O candidato precisava levar uma declaração médica confirmando que ele estava apto à prova física. Mas o médico não escreveu exatamente como estava no edital e, no dia da prova, a declaração não foi aceita. Ele foi desclassificado”.

Além do edital, outros cuidados são clássicos para que o candidato tenha um bom desempenho. A psicóloga e coaching para concurso, Laura Savioli, recomenda que no dia anterior a alimentação seja leve, que o candidato descanse adequadamente e que não utilize medicamentos para dormir, a não ser que esteja acostumado.

“Tem gente que não consegue controlar o nervosismo e ansiedade e por isso toma remédio para dormir, mesmo nunca tendo tomado. A pessoa vai, com certeza, acordar grogue e isso vai atrapalhar o desempenho do aluno”, alerta a psicóloga.

O candidato deve ainda controlar o tempo de prova. “É importante controlar o tempo para que todas as questões recebam atenção. As vezes se perde muito tempo fazendo o início da prova e no final, com pouco tempo, o candidato precisa ‘correr’”, diz Laura.

Outra dica importante da coaching é manter o foco e respeitar a singularidade . “O candidato precisa focar e lembrar da singularidade, ou seja, cada um tem um tempo para conclusão da prova. Não precisa ficar angustiado porque as pessoas estão terminando a prova, já que cada um tem seu tempo. Assumir suas percepções e ter controle emocional é essencial”, afirma ela.

A psicóloga finaliza as dicas alertando para a corrida perigosa em busca da remuneração. “O candidato deve saber que carreira pretende seguir. Se vai fazer concurso para magistratura, para área administrativa, policial, seja ela qual for, mantenha o foco. Escolheu, permaneça nesse caminho. Muitas vezes o candidato faz todos os concursos que aparecem, e ao invés de acumular conhecimento estudando para apenas uma área, ele perde tempo se dedicando a coisas diferentes. Então, escolha aquilo que você gosta e siga esse caminho”.

Concurso

A prova será aplicada em três unidades educacionais de Campo Grande, e em cinco locais no município de Dourados. Os endereços podem ser conferidos na publicação nº 9.843, do Diário Oficial do Estado,  e também estão disponíveis na área do candidato no site da Fundação de Apoio a Pesquisa, ao Ensino e Assistência do Rio de Janeiro (Funrio).

O fechamento dos portões ocorrerá pontualmente às 14 horas (horário de MS). Os candidatos deverão se apresentar aos locais para os quais foram designados, munidos do cartão de convocação disponível para impressão na área do candidato, documento oficial com foto e caneta esferográfica de tinta azul ou preta, fabricada em material transparente.

Em virtude do fim do horário de verão, o secretário de Estado de Administração e Desburocratização, Roberto Hashioka orienta que os candidatos redobrem a atenção, para evitar transtornos desnecessários. “Serão mais de 24 mil candidatos realizando as provas neste domingo. Mesmo sabendo que a alteração vai atrasar os ponteiros dos relógios em uma hora, é bom que os candidatos fiquem atentos com a mudança, até porque temos candidatos de outros estados. É importante que todos estejam nos seus locais de prova com antecedência mínima de 1 hora” aconselha.

Ao todo, 24.171 candidatos farão a prova escrita para os cargos administrativos. As provas terão duração de 4 horas e, de acordo com o edital, serão 70 questões para os candidatos à vaga de assistente de atividades educacionais e 60 questões para os candidatos às vagas de agente de merenda e agente de limpeza.

Luciana Brazil – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto: David Majella / Arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.