plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

4 de março de 2024 - 17:16

Ação fortalece turismo de base comunitária em Miranda e celebra Semana do Meio Ambiente

Um minicurso de agroflorestal com o principal objetivo de proporcionar a revitalização do Córrego Villas Boas, será uma das celebrações da Semana Mundial do Meio Ambiente em Miranda, município da região turística do Pantanal. A ideia é do estudante de turismo Denis Oliveira, um dos primeiros indígenas a se tornar turismólogo em Mato Grosso do Sul.

“É uma ação de grande importância iniciada pelo quase turismólogo, o terena Denis Oliveira, para chamar a atenção sobre a necessidade de nos preocuparmos com os nossos recursos naturais, com as aldeias indígenas, com as futuras práticas do turismo de base comunitária nessas regiões. O turismo de base comunitária é um tipo de turismo cada vez mais procurado por vários perfis de turistas que não querem só conhecer belas paisagens naturais, mas também querem imersão na cultura local e também auxiliar em ações como esta”, destaca Bruno Wendling, diretor-presidente da Fundação de Turismo de MS.

Integrantes do Projeto Pontes para o Turismo de Base Comunitária no MS

O turismo de base comunitária pode contribuir para o desenvolvimento econômico e social das comunidades, bem como para a proteção do meio ambiente, pode gerar o sentimento de autoestima nas comunidades e nos seus moradores ao oferecer oportunidades para os jovens, valorização dos saberes, entre outros benefícios.

Ações sustentáveis

O minicurso de agroflorestal ‘ECOMoreira’ acontece nos dias 03 e 04 de Junho de 2022, na Comunidade Indígena da Aldeia Moreira, Terra Indígena Pílad Rebuá, em Miranda. Tem foco na revitalização do Córrego Villas Boas através das técnicas de restauração ambiental, mas também é uma iniciativa comunitária que visa fortalecer o desenvolvimento do turismo de experiência e suas cadeias produtivas locais. O minicurso contará com atividades teóricas e práticas durante os dois dias do evento.

Está aberto para indígenas e não-indígenas. O participante que se declarar indígena estará isento do custo, contribuindo apenas para alimentação. A inscrição pode ser feita pelo link: https://forms.gle/NScEaauBMvREfud57 e para mais informações o telefone é (67) 99231-1645. Todo o investimento será revertido para as ações internas do evento e para a continuidade do projeto de reflorestamento.

Texto: Débora Bordin – Fundação de Turismo MS
Fotos: @visitmsoficial – Bolivar Porto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *