Xaymaca Reggae traz neste domingo o novo álbum de Sebastian Sturm, uma viagem ao mundo jamaicano

Compartilhe:

O artista alemão-indonésio Sebastian Sturm apresenta em seu álbum “Echoes” 14 faixas que rememoram a era de ouro do Rocksteady ao Roots Reggae. Sintonize! Xaymaca Reggae vai ao ar às 22h de domingo na Educativa FM 104.7

Por Gardy Stein

Assim como um eco, às vezes você precisa voltar ao ponto de partida para desenvolver todo o seu potencial. Para o lançamento do álbum “Echoes” é exatamente isso que o artista alemão-indonésio Sebastian Sturm fez. Tendo trabalhado com Martin Pauen em seus dois primeiros álbuns “This Change Is Nice” (2006) e “One Moment In Peace” (2008), Sturm reviveu este link e voltou para as primeiras vibrações do Rubin Studio. Quase cinco anos em construção, o resultado desta colaboração está à venda agora, apresentando 14 canções de extraordinária beleza analógica para o mundo, canções que o levarão de volta aos dias dourados dos anos 60 e 70 da era do Rocksteady comovente e do Roots Reggae.

A experiência sonora repleta deve sua força hipnotizante às habilidades de músicos como Dr. Ring Ding e Cathi Groth (metais), Diedel Klöver, Ras Meyer, Aurelian Falconnet e Alex Kabisch (baixo), Tom Benecke, Shadi Heinrich e Philip Breidenbach (guitarra), Guido Craveiro e Jonas Lorenz (piano e hammond) além de Hene Marheineke, Tim Schwarzpaul e o próprio Martin Pauen na bateria. Sem esquecer Frank Dellé Und Jahcoustix, que fez as grandes harmonias de apoio!

Um pacote completo, ou seja, que captura sua atenção desde a doce linha de guitarra de Shine On, um abridor de grooving que fala da ânsia de bons momentos para sempre, até a curta mas intensa Where Have You Gone, uma música que foi gravada na casa do artista com vocais reverberados que combinam com o título do álbum.

O álbum “Echoes”, a própria faixa-título, processa de maneira muito pessoal a separação do cantor de sua esposa há alguns anos. “Não existe barulho tão cruel quanto o silêncio… aqueles ecos em minha mente devem finalmente se acalmar”. Na verdade, amor e relacionamentos são o assunto recorrente do lançamento. Enquanto a faixa “What Do You Do” reflete sobre o sentimento de solidão, por exemplo, a alegre faixa “Dancing In The Rain” celebra uma nova união.

Interessante em tantos aspectos (instrumentação, voz, progressão de acordes…), a faixa “Soulmates” (Almas Gêmeas) é uma ode àquelas pessoas raras que parecem que conhecemos “desde o dia em que nasci”, cuja sensação geral sombria é iluminada por a fantástica transposição em 2:40. Muito pelo contrário, a faixa “If We Were Lovers” tem uma vibração animada de Oldschool-Ska que convida a dançar e cantar junto, assim como o swingy da faixa “Every Road”.

Que bateria para começar uma música! A faixa “Catch Me” mergulha no clima Rocksteady novamente e é um excelente exemplo do que torna este álbum tão especial: instrumentação ao vivo, vozes emocionantes, letras bem escritas e uma mixagem e masterização perfeitas (parabéns a Martin Pauen, André Meyer e Guido Craveiro!). 

A faixa “Only Don´t Burn Bridges”, e a evocativa “Hold The Powers” (“precisamos de amor e paz para lutar contra essa doença global”) e a faixa “Rockstone” ao estilo de Marley, que termina em uma excursão Dub maravilhosa, abordam assuntos mais globais. Ah, e no caso as faixas “The Man In Me” e (“Wish I Could”) “Hideaway” tocarem alguma coisa, ambos são covers – a primeira de Bob Dylan, e a última de Creedence Clearwater Revival. Ambas funcionam surpreendentemente bem no Reggae, o que se deve principalmente aos vocais únicos de Sturm que traduzem emoções dolorosamente honestas tão bem – você só sabe que ele esteve lá, sentindo isso. 

“Echoes” é um álbum vibrante e profundamente envolvente que, uma vez descoberto, não para de tocar em seu sistema de som. Regale-se com alguns sons básicos clássicos que o farão sentir como se você tivesse entrado em uma máquina do tempo, jogando-o de volta meio século para as salas de gravação dos grandes estúdios jamaicanos. 

Nota de rodapé: enquanto escrevia esta resenha, aprendi que o termo “Echoes”  (eco) se origina na mitologia grega e, para aqueles que estão interessados, aqui está a história: Echo era uma Oread (ninfa da montanha) mulher que tinha uma bela voz e foi recrutada por Zeus para entreter sua esposa, a deusa Hera, para que ela não o notasse se entregando a aventuras amorosas. Quando Hera descobriu que foi traída, ela ficou com tanta raiva que tirou a voz de Echo, condenando-a a apenas ser capaz de repetir as últimas palavras ditas a ela. Echo, portanto, não poderia dizer a Narcisoque ela estava apaixonada por ele, e quando ele se afastou dela, ela se retirou para uma caverna nas colinas e parou de comer até que apenas sua voz restasse… 

Sebastian Sturm: Quero enviar muito amor e saudações para os fãs! Estou com saudades e espero encontrar todos vocês em breve, mais uma vez! Um amor!

Detalles Del Producto:

Artist: Sebastian Sturm

Album: Echoes

Producto En: Marzo 2021

Fabricante: Rubin Rockers

ASIN: B08Y5NY6PV

Genre: Reggae

Style: Roots, Reggae, Rocksteady

Tracklist:

  1. Shine On
  2. What Do You Do
  3. Soulmates
  4. Hold The Powers
  5. (Wish I Could) Hideaway
  6. The Man In Me
  7. Dancing In The Rain
  8. If We Were Lovers
  9. Catch Me
  10. Echoes
  11. Rockstone
  12. Every Road
  13. Don´t Burn Bridges
  14. Where Have You Gone

Fonte:

https://www.reggaeville.com/artist-details/sebastian-sturm/releases/mode/review/release/sebastian-sturm-echoes/

#rootsreggae

#xaymacareggae

 


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *