Xaymaca Reggae: Banco Central da Jamaica celebra sucesso contra a inflação no ritmo

Compartilhe:

Iniciativa da instituição se valeu do reggae para divulgar à população que meta econômica vem sendo atingida
Tarrus Riley, em iniciativa que divulgou à população as metas do Banco Central da Jamaica por meio do reggae. (Foto: Reprodução)
Tarrus Riley, em iniciativa que divulgou à população as metas do Banco Central da Jamaica por meio do reggae. (Foto: Reprodução)

Amor, religião, paz… e agora queda na inflação. A mais genuína tradição musical da Jamaica, o reggae, acrescentou aos seus temas mais recorrentes a estratégia econômica de seu Banco Central. Conforme destacou o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), a instituição está determinada a reduzir e manter a inflação sob controle e, para mostrar suas conquistas, lançou vídeo em que celebra no mesmo ritmo com que Bob Marley cantou “No woman no cry” que o país conseguiu conter as percentagens.

“A inflação baixa, estável e previsível, é para a economia o que a linha de base é para a música reggae”, canta Tarrus Riley, estrela escolhida pelo banco para ensinar sua peculiar lição de economia. “Queremos uma inflação baixa para que possamos planejar e prosperar, mas se ela cair demais, não poderemos crescer”, disse o cantor, nascido no Bronx de Nova York há 38 anos. O vídeo foi reproduzido mais de 171.000 vezes no Twitter.

A inflação na Jamaica atingiu 22% em 2008, a mais alta do século atual. Em 1992, superou 77%. Com altos e baixos e alguns rebotes, nos últimos anos seguiu-se um downline geral: em abril, a taxa foi de 4%, e de oito décimos em maio, ambos dentro dos objetivos do Banco Central. O vídeo foi reproduzido mais de 171.000 vezes no Twitter.

“A ideia é se comunicar da melhor maneira possível e, na Jamaica, nada ajuda tanto a comunicação quanto a música”, disse o ministro das Finanças e Serviços Públicos, Nigel Clarke, segundo a Associated Press. Seu governo conseguiu reverter parcialmente o equilíbrio tradicionalmente ruim das contas jamaicanas.

Segundo Damien King, diretor do Instituto Caribenho de Ciência Política, o país está entre as piores economias do mundo, cercado por baixa produtividade, longa estagnação e enorme endividamento. E, apesar das mudanças para melhor, continua a crescer a um ritmo lento.

Não é a primeira vez que a instituição bancária jamaicana se volta para a música para apresentar seus planos ou celebrar seus sucessos. Em dezembro, lançou um videoclipe para divulgar, precisamente, sua estratégia contra a inflação, na qual também usou o reggae, gênero declarado Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco no ano passado.

Há muitas coisas surpreendentes sobre esta série de eventos, mas talvez a mais inédita seja que as canções virais falam de uma questão técnica que muito poucas pessoas fora do campo econômico conhecem: uma metodologia de política monetária chamada inflação objetiva.

Um dos principais desafios do Banco da Jamaica era como comunicar isso: um termo um tanto complexo que para o cidadão comum é estranho e desconhecido. A ideia era transmitir efetivamente ao público qual era a nova estratégia objetiva de inflação e criar confiança na capacidade do governo de realizá-la.

É aqui que entra Tony Morrison, diretor de relações públicas do Banco Central e mentor das canções de reggae. “Minha solução foi a fazer uma canção cativante”, diz Morrison , acrescentando: “Eu queria uma daquelas músicas irritantes que se ouve na parte da manhã e você acaba cantarolando toda a tarde”.

 

 

Para Morrison, recorrer à música como instrumento de comunicação era natural. “Eu não sou um economista ou um banqueiro central tradicional. Antes de trabalhar no Banco da Jamaica, trabalhei em jornalismo impresso e televisivo e, antes disso, como gerente de entretenimento em hotéis. Estou acostumado a lidar com artistas e sei muito sobre música”, diz ele.

A equipe de Morrison começou e, junto com os artistas de reggae, produziu as músicas. Eles se tornaram parte central de uma estratégia que inclui uma maior presença em redes sociais, seminários e presença em rádio e jornais. Eles até criaram uma série de histórias infantis que foram publicadas em um jornal distribuído nas escolas do país. Também está planejado para lançar um desenho animado sobre esta iniciativa.

Embora ainda esteja em um estágio inicial, resultados preliminares indicam que a estratégia do Banco da Jamaica foi excepcionalmente bem-sucedida: a inflação tem sido contida abaixo do limite superior desde meados de 2017. Da mesma forma, o Banco Central tem respondido efetivamente com o Instrumentos monetários disponíveis, tais como a taxa interbancária e os requisitos de reservas mínimas para manter a taxa de inflação dentro do intervalo da meta.

E não esqueça: com curiosidades sobre a Jamaica e o melhor do reggae, produção e apresentação de Rasdair da Mata, o Xaymaca Reggae vai ao ar das 22h às 0h nos domingos, na Educativa 104.7 FM e pelo Portal da Educativa.

Links no youtube:

Fonte: BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento)


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *