TVE Cultura e nova direção da Rede Brasil avaliam cooperação em produção local

Compartilhe:

Em reunião com diretor-presidente da Fertel, André Alves e Kalled Adib apresentaram projetos da emissora privada e trataram de possível acordo envolvendo programas
Alves, Bosco, Adib e Cezar Roriz, diretor da TVE Cultura, em reunião na sede da Fertel. (Foto: Iasmin Biolo/Fertel)
Alves, Bosco, Adib e Cezar Roriz, diretor da TVE Cultura, em reunião na sede da Fertel. (Foto: Iasmin Biolo/Fertel)

TVE Cultura e a Rede Brasil em Mato Grosso do Sul avaliam um acordo de cooperação envolvendo a produção de conteúdo local. A possibilidade foi abordada em reunião nesta quinta-feira (6) na sede da Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul), entre o diretor-presidente da empresa estatal, Bosco Martins, André Alves e Kalled Adib, respectivamente gerente regional e representante de Projetos Especiais da emissora privada.

O encontro, do qual também participou o diretor da TVE Cultura, Cezar Roriz, serviu como apresentação dos novos diretores da Rede Brasil em Mato Grosso do Sul, que divulgaram também projetos da emissora para o Estado –que incluem um telejornal e uma atração que mescla jornalismo e variedades. “Nosso objetivo é fazer da Rede Brasil uma empresa forte localmente”, reforçou Kalled, recém-chegado a Campo Grande, ao frisar a preocupação da empresa com a regionalização de sua programação.

Alves, por sua vez, reiterou a aposta da cúpula da Rede Brasil em Mato Grosso do Sul, prevendo uma nova fase na presença da emissora no Estado. “Levamos em consideração o mercado do Estado e analisamos outros veículos e a situação do momento, para fecharmos a visão sobre o que podemos oferecer”, disse o gerente regional.

Presente nos 26 Estados e no Distrito Federal, a Rede Brasil tem base em São Paulo, sendo atualmente a quinta maior rede do país. Entre seus apresentadores estão nomes conhecidos da TV brasileira, como Décio Piccinini, Amanda Françoso, Nani Venâncio e Ney Gonçalves Dias, que comandam atrações intercaladas com séries clássicas da TV e programas infantis.

Bosco Martins cumprimentou os representantes da coirmã pelo investimento no mercado local. “Oferecer opções para a audiência sempre tem efeitos positivos, principalmente com o foco em uma produção regionalizada. Isso representa ousadia em tempos difíceis de se investir em produção e no jornalismo locais, abrindo o mercado e, também, viabilizando contratações de profissionais do Estado. Desejamos sucesso à Rede Brasil nessa nova fase em Mato Grosso do Sul”, disse o diretor-presidente da Fertel.

No encontro, também foi aberta a possibilidade de as emissoras trabalharem o compartilhamento de programas, cooperação esta que começará a ser analisada entre as direções das duas instituições.


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *