Rádio e TV Educativa de MS

Turismo de MS faz palestra na maior feira de Observação de Aves da América Latina

26 0

Acordar de madrugada para ver, ouvir e fotografar aves. Essa é uma rotina agradável para os observadores de pássaros, conhecidos também como passarinheiros. Só em Mato Grosso do Sul podem ser observadas cerca de 650 espécies de aves e 1,9 mil em todo o território nacional.

Diante do crescimento da atividade, acontece no Parque do Instituto Butantan, em São Paulo, a Avistar Brasil – XII Encontro Brasileiro de Observação de Aves, o maior da América Latina. De 19 a 21 de maio, observadores, trade turístico e estudiosos do assunto participam da feira, oficinas, palestras, atividades culturais e educacionais.

Mato Grosso do Sul, um dos principais destinos de observação de aves do país, marca presença com um estande de exposição e apresentação de palestra. Para as crianças haverá o espaço Avistar Kids diariamente das 10h às 17h, com oficinas, pinturas e educação ambiental. A programação é gratuita.

Para o diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS), Bruno Wendling, o segmento de observação de pássaros é muito importante para o estado. “Hoje o birdwatching é uma atividade que tem crescido muito. Mato Grosso do Sul é altamente competitivo nesse segmento e estamos trabalhando para atender o público de observação de pássaros, que é qualificado e exigente”, enfatizou.

Técnicos da Fundtur-MS, juntamente com empresários do setor turístico sul-mato-grossense, vão atender os visitantes no estande do Estado durante a Avistar 2017. No dia 21 de maio (domingo), às 11h, será apresentada a palestra “Segredos da observação de aves de Mato Grosso do Sul” pelo diretor de desenvolvimento do turismo e mercado da Fundtur, Geancarlo Merighi.

Segundo ele, que também é praticante da atividade, o Turismo de Observação de Aves está ganhando força em Mato Grosso do Sul devido a diversos fatores. “O principal deles é a qualidade da nossa avifauna. Estamos preparados e já recebemos observadores nacionais e internacionais que, na maior parte dos casos, retornam para ver a maior quantidade possível de aves. Temos inclusive agências de turismo, guias de turismo e monitores ambientais especializados em observação de aves”, ressalta.

Bridwatching no MS

Segundo o Ministério do Turismo, o Brasil tem grande potencial de crescimento do turismo de observação de aves, ou birdwatching, com vários roteiros por todo o país criados a cada ano. Em Mato Grosso do Sul são vários os locais para a prática da atividade, como o Pantanal, Parque Nacional da Serra da Bodoquena, Parques Estaduais, região turística Rota Norte e até a Capital.

Mato Grosso do Sul possui ainda um diferencial para os observadores brasileiros que é a presença de duas espécies que, dentro do território nacional, só são observadas no Pantanal Sul-mato-grossense e na Serra da Bodoquena. Fora do território nacional, o Rapaizinho-do-chaco (Nystalus striatipectus) é avistado no Leste da Bolívia, Paraguai e norte da Argentina, e o Tiriba-fogo (Pyrrhura devillei) pode ser encontrado no chaco paraguaio.

Débora Bordin – Fundação de Turismo de MS (Fundtur)

Foto: Arquivo 

Deixe sua resposta

Seu endereço de email não será publicado.