Tijolos de concreto produzidos por detentos serão usados em reformas de praças e escolas

Compartilhe:

O prefeito de Jardim, Guilherme Monteiro (ao centro), destacou a importância dessa parceria com a Agepen para a ressocialização dos internos

Parceria firmada com a Prefeitura Municipal de Jardim leva ocupação produtiva a internos do Estabelecimento Penal “Máximo Romero”. Na oficina instalada dentro da unidade são produzidos tijolos de concreto (pavers), que serão utilizados nas reformas de praças, entradas de secretarias e escolas do município. Neste mês foi entregue o primeiro lote, totalizando 104 metros quadrados.

A ação é realizada pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), por meio da direção do presídio e tem como objetivo incentivar a reintegração social do custodiado, por meio de trabalho lícito e remunerado, além de beneficiar diretamente a população de Jardim.

Ao todo, foram entregues 104 m² de tijolos de concreto

Presente na entrega dos materiais, o prefeito Guilherme Alves Monteiro, reforçou o apoio em iniciativas que visam o desenvolvimento humano. “Por meio desse convênio, estamos contribuindo com a ressocialização dos internos que irão trabalhar com a produção de blocos para pavimento intertravado de concreto em nosso município”, destacou.

Para o diretor do presídio, Júlio César Góes da Silva, a iniciativa é de extrema importância, uma vez que permite contribuir com o desenvolvimento da cidade. “Um trabalho em prol da sociedade, como esse, permite aos reeducandos que se sintam úteis, incentivando a mudança de comportamento e novos valores morais”, ressaltou.

Também participaram da entrega, o secretário de Obras e Serviços Públicos, Genézio Maidana Dedé e o Vereador Gláucio Cabreira da Costa.

O convênio foi firmado em maio deste ano e ocupa a mão de obra de um reeducando, com a possibilidade de ampliar esse quantitativo. Pelo serviço, o interno recebe ¾ do salário mínimo mensal e remição da pena de um dia a cada três trabalhados, conforme estabelece a Lei de Execução Penal.

A parceria é coordenada pela Diretoria de Assistência Penitenciária da Agepen, por meio da Divisão de Trabalho Prisional.

Tatyane Santinoni, Agepen

Fotos: Divulgação


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *