Tecdicas: uso de drones para entregas começa a sair do papel no Brasil

Compartilhe:

App iFood usará as pequenas aeronaves para levar refeições de shopping a entregadores, reduzindo tempo de transporte até consumidores
Uso de drones para entregas, já discutido em diferentes locais do mundo, começa a ser testado no Brasil. (Foto: Pymnts.com/Reprodução)
Uso de drones para entregas, já discutido em diferentes locais do mundo, começa a ser testado no Brasil. (Foto: Pymnts.com/Reprodução)

Um aplicativo de delivery de alimentos prepara, para este mês, testes com o uso de drones para efetuar parcialmente as entregas. O iFood prepara a iniciativa para Campinas (SP), em um primeiro momento, apenas para levar os produtos de dentro de um shopping até os entregadores no estacionamento. Trata-se de um primeiro movimento no país de uma prática já realizada em escala maior em outros países, como destacou o professor Matheus Piazzalonga Neivock, diretor de Empreendedorismo e Inovação do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), no Tecdicas do Bom Dia Campo Grande desta sexta-feira (13).

À Educativa 104.7 FM, Neivock lembrou que este é apenas um aspecto do uso das pequenas máquinas. “O drone é uma aeronave não-tripulada controlada remotamente, por piloto ou inteligência artificial, e que faz diversas funções, desde mapear áreas agrícolas à cobertura fotográfica de casamentos”, disse. “As aplicações são várias: cada um, em sua área de conhecimento, direciona-os para o que precisa”.

Em relação ao delivery, porém, o especialista considera que, neste momento, o uso de drones vale mais como uma questão de marketing do que, necessariamente, pela viabilidade tecnológica. “Não tenho dúvida de que, nos próximos anos, algumas empresas vão usar em maior escala. Em San Diego, nos Estados Unidos, a prefeitura homologou rotas dentro da cidade para as empresas explorarem os drones comercialmente”, destacou.

Já os testes no Brasil, explicou ele, visam a acelerar o tempo de acesso dos entregadores às mercadorias. “Estudos que têm em mãos mostram que o entregador leva de 10 a 14 minutos para ir ao restaurante onde o cliente fez o pedido e sair do shopping. Os testes são para que o restaurante pegue a comida, coloque-a em um drone, saia do restaurante e leve até um ponto de distribuição e, a partir dali, o motorista faz a entrega. Ainda é uma entrega combinada, em um pequeno trecho com drone e o restante do modo tradicional”.

O serviço tende a ter um custo mais baixo, já que a maioria dos drones opera com eletricidade e consegue uma carga completa em até 40 minutos. “Dependendo do tamanho, terá uma autonomia bacana, entre 20 e 30 minutos. Em um trajeto curto, demoraria entre 30 segundos e um minuto até o local de distribuição. Então, um drone com a mesma carga faria várias viagens”, explicou.

Apesar da aparente vantagem, o professor lembrou que o uso em larga escala do transporte via drone é mais complexo, por envolver o espaço aéreo das cidades. “Em uma cidade como Campo Grande, isso não seria tão simples: há várias casas e outros obstáculos no caminho, devem haver regras para uso do espaço aéreo”, complementou.

O Tecdicas é um dos quadros do Bom Dia Campo Grande que traz informações sobre temas relevantes do cotidiano –como Direito do Consumidor (às segundas-feiras), Direito Civil e Trabalhista (terças), Saúde (quartas), Mercado de Trabalho e Empreendedorismo (quintas) e Tecnologias (sextas). Os ouvintes podem enviar sugestões de assuntos e perguntas aos especialistas do programa, por mensagem de texto ou de voz, para o WhatsApp (67) 99333-1047 ou pelo e-mail reporter104fm@gmail.com.

Sintonize – Com produção de Rose Rodrigues e Alisson Ishy e apresentação de Maristela Cantadori e Anderson Barão, o Bom Dia Campo Grande permite a você começar o seu dia sempre bem informado, por meio de um noticiário completo, blocos temáticos e entrevistas sobre assuntos variados. O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 7h às 8h30, na Educativa 104.7 FM e pelo Portal da Educativa.  Os ouvintes podem participar enviando perguntas, sugestões e comentários pelo WhatsApp (67) 99333-1047 ou pelo e-mail reporter104fm@gmail.com.


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *