plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

23 de julho de 2024 - 05:29

Situação provocada por incêndios no Pantanal é crítica, afirma coordenador da Defesa Civil

Tenente-coronel BM Fábio Catarinelli participou do Bom Dia Campo Grande onde relatou situação que já resultou na destruição de vegetação em mais de 50 mil hectares e fez apelo à população para não realizar queimadas

O Pantanal de Mato Grosso do Sul voltou a registrar grandes focos de incêndio nas últimas semanas, que avançam rapidamente empurrados por fortes ventos e se valendo da vegetação seca. O coordenador da Defesa Civil de Mato Grosso do Sul, tenente-coronel Fábio Catarinelli, esteve no Bom Dia Campo Grande desta quinta-feira (31) para relatar a situação observada na região –discutida no dia anterior na Fazenda Modelo, na região do Morro do Azeite, entre Miranda e Corumbá, quando foi anunciado um novo plano de ação do Governo do Estado para enfrentar a tragédia ambiental.

Fogo já consumiu cerca de 50 mil hectares no Pantanal, estimam autoridades. (Foto: Semagro/Divulgação)
Fogo já consumiu cerca de 50 mil hectares no Pantanal, estimam autoridades. (Foto: Semagro/Divulgação)

“A situação está bem crítica. Fizemos um sobrevoo na aeronave dos Bombeiros e, quando chegamos próximo a Piraputanga (município de Aquidauana) já se vê, nas morrarias, a fumaça na região. Também houve muita turbulência, em virtude da alta temperatura e de muito vento”, contou Catarinelli à Educativa 104.7 FM, apontando que até a circulação de aeronaves na região está prejudicada.

“Pousamos na fazenda BR Pec, onde embarcamos no helicóptero Harpia 01, do GPA (Grupo de Patrulhamento Aéreo) e fizemos o sobrevoo. A região foi muito queimada e o incêndio avança com uma velocidade grande e a vegetação seca”, prosseguiu o tenente-coronel BM. Levantamento preliminar realizado pelo Corpo de Bombeiros de Mato Grosso –que cedeu uma aeronave usada no enfrentamento ao incêndio– aponta que cerca de 50 mil hectares de vegetação já foram queimados.

Catarinelli ainda destacou que a previsão é de que chuvas só vão atingir a região do Pantanal na semana que vem. Por isso, foram solicitados reforços de equipes dos Bombeiros, Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, que é responsável pelas brigadas do PrevFogo) e da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil.

Durante o sobrevoo, salientou o coordenador, foi necessária intervenção emergencial em uma posada na região do Morro do Azeite, que estava na direção do fogo.

Sobrevoo sobre a região do Pantanal em chamas mostra fumaça tomando as paisagens. (Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução)
Sobrevoo sobre a região do Pantanal em chamas mostra fumaça tomando as paisagens. (Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução)

O coordenador salientou a importância do trabalho de monitoramento e de conscientização da população para que não ateie fogo nas matas e, em caso de flagrar alguém realizando a atitude, denunciar às autoridades.

Chamas na região da BR-262, entre Miranda e Corumbá, deixaram a pista coberta de fumaça, levando à recomendação de cautela nas viagens e, se possível, evitar transitar no local a noite “por conta do risco de acidentes coma fumaça e os animais que atravessam a rodovia fugindo do fogo. Use a pista, mas com bastante cautela e, vendo uma situação crítica, acione a Polícia Rodoviária Federal e o Corpo de Bombeiros”.

Por fim, ele reforçou que o fogo surgiu em diferentes locais, denotando se tratar de uma ação criminosa, uma vez que está proibido o manejo de pastagem por queimadas controladas –a proibição foi estendida por mais um mês nesta quinta-feira, vigorando até 30 de novembro, conforme decreto baixado pelo governo estadual. De janeiro a outubro, 28 pessoas e empresas foram multados por conta de queimadas, totalizando multas de R$ 4,65 milhões.

“É um prejuízo enorme. Os incêndios queimaram redes de fibras óticas, deixando a comunicação mais difícil e prejudicando alguns serviços essenciais, como telecomunicações e energia elétrica”, complementou Catarinelli. Ibama, Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) e a Polícia Militar Ambiental intensificaram as ações na região.

Sintonize – Com produção de Daniela Benante, Eliane Costa e Alisson Ishy, reportagens de Daniela Nahas, Zilda Vieira, Katiuscia Fernandes, Bernardo Quartin e Gildo Pereira, apresentação de Maristela Cantadori e Anderson Barão, coordenação e edição de Rose Rodrigues e apoio técnico de Roberto Torminn e do DJ juju, o Bom Dia Campo Grande permite a você começar o seu dia sempre bem informado, por meio de um noticiário completo, blocos temáticos e entrevistas sobre assuntos variados.

O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 7h às 8h30, na Educativa 104.7 FM e pelo Portal da Educativa.  Os ouvintes podem participar enviando perguntas, sugestões e comentários pelo WhatsApp (67) 99333-1047 ou pelo e-mail reporter104fm@gmail.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *