Rádio e TV Educativa de MS

Reportagem da TVE Cultura é finalista do Prêmio Famasul de Jornalismo 2018

Trabalho de Luana Rodrigues com o cinegrafista Cleido Medeiros e o editor de imagens Alexandre Kempfer sobre hidroponia e sustentabilidade disputa título de melhor reportagem em TV
0
Reportagem da TVE Cultura abordou vantagens da hidroponia, inclusive no campo da sustentabilidade, e foi classificada para a final do Prêmio Famasul de Jornalismo 2018. (Imagem: Reprodução).

Reportagem da TVE Cultura abordou vantagens da hidroponia, inclusive no campo da sustentabilidade, e foi classificada para a final do Prêmio Famasul de Jornalismo 2018. (Imagem: Reprodução).

A reportagem “Os segredos inovadores da hidroponia: a técnica que garante economia e sustentabilidade”, da TVE Cultura, é uma das três finalistas na categoria Televisão do Prêmio Famasul de Jornalismo 2018, que será entregue em solenidade neste sábado (8), às 19h, na sede da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande.

O trabalho teve produção e reportagem de Luana Rodrigues, ao lado do cinegrafista Cleido Medeiros e do editor de imagens Alexandre Kempfer. A reportagem visou a mostrar o casamento da sustentabilidade com o consumo da água na hidroponia –cultivo realizado sem que a planta tenha contato com a terra–, gerando tanto economia para quem produz como impacto positivo para o meio ambiente.

“Nosso objetivo era encontrar um produtor pequeno que, a partir de uma iniciativa simples, conseguisse economia de água e produtividade, e foi exatamente o que encontramos”, explicou Luana, satisfeita com a escolha pela comissão julgadora do Prêmio Famasul. “Acho que estar entre os finalistas é resultado do trabalho em equipe, não só de quem trabalhou diretamente na reportagem, mas esforço de todos na redação, para que a matéria pudesse ficar legal. Se o prêmio não vier, já valeu o reconhecimento”, afirmou.

O Prêmio Famasul de Jornalismo 2018 teve como tema principal “O Agro como produtor de Água: iniciativas sustentáveis em MS que preservam recursos hídricos”. Participam reportagens veiculadas entre 1º de novembro de 2017 a 1º de outubro de 2018, distribuídas em seis categorias: jornalismo impresso em jornal e revista, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo, fotojornalismo e universitário.

Mais de 70 trabalhos foram inscritos, havendo 18 finalistas –os dois primeiros colocados em cada categoria serão premiados. O júri foi composto por profissionais nacionais de comunicação e especialistas do setor, entre eles Daniel Carrara (diretor executivo do Senar Central); Sérgio Ranalli (Folha de Londrina); Cleber Soares (diretor-executivo de Pesquisa e Desenvolvimento); Cristiano Zaia (Valor Econômico); Vera Ondei (Revista Dinheiro Rural) e Luciano Pires (Café Brasil).

Clique aqui e confira a lista de finalistas do Prêmio Famasul de Jornalismo 2018.

Compartilhe:

Deixe sua resposta

Seu endereço de email não será publicado.